Após o Tribunal de Justiça do Estado (TJES )bloquear as contas de cinco municípios capixabas, entre eles Guarapari, por não pagamento de precatórios, a prefeitura da cidade, informou que as contas já estão desbloqueadas.

Em nota a prefeitura explicou que “Esclarecemos que houve, sim, um bloqueio no dia 13/01/2015, realizado pelo TJES – Setorial de Precatórios, nas contas municipais e que, após comprometimento de todos os entes federados com o pagamento dos mesmos, as contas foram desbloqueadas no dia 15/01/2015, ou seja, não estando mais bloqueadas”, diz parte da nota.

De acordo com o judiciário, os valores bloqueados seriam automaticamente destinados ao pagamento dos credores dos municípios de Guarapari, Bom Jesus do Norte, Conceição da Barra, Montanha e Alto Rio Novo.

contas_correntes
Os precatórios envolvem pagamentos de servidores municipais, ações trabalhistas, restituições de tributo, desapropriação, indenizações diversas, entre outros.

Segundo informações da assessoria de comunicação do TJES, os municípios implicados tinham até o último dia 31 de dezembro para saldar o acervo de precatórios do último ano. No entanto, eles não terem cumprido a determinação. Com isso, o dinheiro bloqueado será revertido às pessoas físicas ou jurídicas que ingressaram com ação judicial contra a Fazenda Pública Municipal e têm direito ao pagamento, que é disciplinado pelas resoluções 115 e 123 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Para o juiz auxiliar de precatórios da Presidência do TJES, Rodrigo Cardoso Freitas, a decisão deve servir de exemplo aos agentes públicos. “É importante para manter a cobrança dos entes públicos em relação aos depósitos que devem ser realizados no Tribunal de Justiça, além de permitir os pagamentos aos credores de forma mais ágil e eficiente”, afirmou em nota publicada no site do tribunal.

A Prefeitura informou que “honrou com os compromissos referentes ao exercício de 2014 e que, em acordo com Tribunal, os Precatórios estão sendo pagos mensalmente”.

Deixe seu comentário