José foi detido no bairro Bela Vista
José foi detido no bairro Bela Vista

Em patrulhamento tático na tarde de hoje (16), policiais detiveram José Cosme Conceição Neres, de 29 anos. Ele é suspeito de ter participação no homicídio que aconteceu no mês passado em que o adolescente, Higor Marques Silva de 13 anos, morreu no bairro Adalberto Simão Nader em Guarapari.

José foi detido quando os  Policiais Militares, do Grupo de Apoio Operacional (GAO), realizavam um patrulhamento tático motorizado no bairro Bela Vista,  avistaram o suspeito e o abordaram. No momento em que a viatura se aproximava do rapaz, ele tentou fugir,  foi perseguido pelos PMs e detido. A abordagem foi realizada e os homens do décimo batalhão reconheceram José e constataram que ele tinha um mandado de prisão em aberto por  participação em  homicídio.

José Cosme foi encaminhado ao DPJ da cidade, onde será ouvido pelo delegado responsável pelo caso e receberá as medidas cabíveis mediante a conclusão policial.

Higor Marques Silva tinha 13 anos
Higor Marques Silva tinha 13 anos

A disputa pelo tráfico 

Higor Marques morreu no dia 13 de fevereiro deste ano. Ele levou um tiro na cabeça quando estava brincando em um beco. Ao ser baleado, tentou correr em busca de ajuda, mas não aguentou e morreu em frente à uma casa de vizinhos.

De acordo com as informações obtidas por moradores, um carro modelo Gol, Branco, passou na entrada do Beco da Pedra, no bairro Adalberto Simão Nader e identificou um individuo neste beco. O veículo deu a volta,  estacionou em frente a uma padaria e cinco homens armados com pistolas e revolveres, saíram do carro e, andando, foram em direção ao local e começaram a atirar. Um outro jovem de 17 anos foi também foi baleado na ação.

Região do Beco da Pedra, onde ocorreu o tiroteio.Foto Roberta Bourguignon
Região do Beco da Pedra, onde ocorreu o tiroteio.Foto Roberta Bourguignon

A Policia Civil que já investiga o caso, disse  na época do crime, que o ocorrido foi mais uma guerra do tráfico. Os indivíduos seriam do Bairro Bela Vista e já moraram no bairro Adalberto, e agora querem ocupar o espaço novamente.

Deixe seu comentário