JB Padrão
Banner TOP

O ano de 2018 tem rendido bons resultados para o município de Guarapari, após dois professores trazerem o segundo e terceiro lugar do prêmio Shell de Educação Científica, a professora Cláudia Rodrigues de Sant’Ana comemora o primeiro lugar do prêmio Sedu: Boas Práticas na Educação.

Professora Cláudia Rodrigues e a diretora Tânia Márcia com a premiação recebida

O projeto Literatura: Leitura, Imagem e Representação acontece na escola Angélica Paixão há cinco anos e esse ano, Cláudia Rodrigues, professora de Língua Portuguesa e uma das idealizadoras, resolveu, com apoio da equipe, participar da ação anual da Secretaria de Educação do Estado do Espírito Santo.

O resultado não podia ser melhor, na noite de ontem, 05 de dezembro de 2018, em um cerimonial de Vitória foram premiados o primeiro e o segundo lugar de cada categoria e o projeto da professora ficou em primeiro lugar na categoria Boas Práticas do Professor – Ensino Médio, rendendo a ela uma viagem Pedagógica para o Chile e um prêmio de R$ 25 mil para a escola.

Cláudia destaca que prêmio Boas Práticas promovido pela Sedu é fruto do trabalho que vem sendo realizado na escola Angélica Paixão. “Eu tenho alegria e o orgulho de participar desse projeto como organizadora, um projeto tão grandioso que tem por objetivo a promoção da leitura e escrita dos nossos alunos Ensino Médio, é um trabalho que tem início em março e termina em novembro”.

Sobre o projeto inscrito, Cláudia ressalta que o trabalho escrito para o Prêmio Boas Práticas teve como base os curtas-metragens que os alunos apresentaram no Cine Ritz Guarapari no ano de 2017. “Cada ano é desenvolvida uma temática, e o trabalho escrito foi o do ano de 2017 e teve como tema central os gêneros cinematográficos: suspense, drama, romance, fantasia, dentre outros. Os alunos fizeram pesquisas, leram obras relacionadas, assistiram a filmes para ao final produzir o roteiro que pudessem gravar em seguida o curta-metragem”.

Cláudia Rodrigues com sua filha, a diretora Tânia Márcia e profissionais da escola Angélica Paixão

Quando perguntamos por que Cláudia escreveu o projeto, ela fala da importância de compartilhar práticas positivas, além da premiação. “O que me levou a escrever nesse projeto é pensar que a prática realizada por nossa escola pode servir de inspiração e de modelo para outras escolas do Estado, no sentido de incentivar a leitura, porque todo professor de Língua Portuguesa tem como objetivo central que o aluno saiba ler, interpretar e escrever. Em um segundo momento, pela premiação, não é todos os dias que temos a possibilidade de viajar para outro lugar, essa premiação também foi uma grande motivadora”.

Por fim, a professora afirma ter ficado muito feliz em representar a Escola Estadual Angélica Paixão: “não estou representando a Cláudia, eu faço parte de uma equipe, sou uma das idealizadoras e juntamente com o trabalho dos professores, sobretudo os da área de Linguagem da escola, do turno matutino são também protagonistas, além dos nossos alunos, que abraçam o projeto e realizam todas as propostas”, conclui.

Institucional MAllagutti
Institucional Basic Idiomas
Banner Marcelo

Padrão

2 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia!
    Muito lindo ver o trabalho desta professora reconhecido.
    A sua seriedade e competência no que faz vem desde os tempos do magistério antiga escola normal em que tive o privilégio de te- lá como aluna.
    Parabéns Professora!

  2. Parabens professora,nao a conheço mas fico feliz com a sua premiaçao.Em seu nome, todos os professores deveriam ser valorizados financeiramente,e ai vai uma dica para as autoridades:Que tal inverter os salarios destes inutes vereadores?o salario dos professores passa para os vereadores e dos vereadores para os professores?voces sim merecem ganhar bem,voces sao o futuro deste pais .

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here