Quem circula pelas ruas de Guarapari com certeza já observou cachorros em praças, calçadas e até nas praias. Para evitar que esses animais se reproduzam e com isso aumente a presença deles em locais públicos a Prefeitura de Guarapari  criou a Lei nº 3804/2014 que trata da castração gratuita desses bichos e também daqueles criados por famílias de baixa renda através do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).  Mas será que essa lei está sendo cumprida?

Cachorros brincando tranquilamente nas areias da Praia do Morro.

Segundo um protetor de animais que preferiu não ser identificado, a resposta é não. Ele relatou que o CCZ começou a campanha de castração, mas o que está acontecendo é que estão castrando os animais de qualquer pessoa

“Pessoas com dinheiro estão chegando lá e estão castrando até quatro animais. Tem também funcionários da prefeitura que castraram cinco animais. Está virando uma politicagem e e isso é bem cômodo para o pessoal do CCZ que não tem que ficar procurando cachorro de rua, que é mais trabalhoso. O pior é que o objetivo da lei que é castrar animais de quem precisa realmente e os animais de rua para fazer o controle populacional não está sendo atingido”, relatou.

Os animais mexem no lixo e acabam espalhando mais sujeira pela areia.

Ele conta ainda que a castração está na primeira chamada e deveria atender apenas os moradores da região norte da cidade, mas isso também não está sendo respeitado.  ” Estão fazendo a castração na região de Santa Mônica e toda aquela área norte,  ainda  vai sair mais uma chamada. A castração  acontece por bairro, mas tem gente de outros locais que está conseguindo se encaixar também. A comprovação de renda e do bairro não estão cobrando. Ontem mesmo uma mulher rica foi lá e castrou cinco gatos”.

De acordo com o denunciante, a castração custa em média R$ 300,00 em Guarapari e pessoas que poderiam pagar este valor não estão pagando e tirando a vez de quem, por exemplo, é protetor de animais e tira muitos animais das ruas.

A Lei aprovada pela câmara em 2014 sobre o controle populacional dos animais de rua.

“Esse bichos poderiam ser castrados gratuitamente e doados. Se continuar assim vai demorar para isso acontecer. Daqui a pouco acaba o material para castração e até a prefeitura comprar tudo de novo, sabe como é né.  Acho que se a prefeitura pode ajudar, tem que ajudar mesmo. Mas tem que fazer dentro da lei e priorizar o programa porque não pode ficar esse monte de cachorros espalhados pelas ruas igual está aí”, disse o protetor de animais.

De acordo com ele,  as famílias de baixa renda que deveriam ser beneficiadas pela castração gratuita  estão tendo dificuldades em conseguir o serviço. “Quem tinha que estar castrando seus bichos não está conseguindo e quando consegue tem que marcar para daqui a algum tempo. Fica mais difícil porque tem que entrar em fila de espera e o controle populacional dos animais de rua não está acontecendo porque estão castrando de todo mundo sem obedecer os critérios estabelecidos pela lei”.

cachorro na praia
“Quem tinha que estar castrando seus bichos não está conseguindo e quando consegue tem que marcar para daqui a algum tempo”, disse o denunciante

CCZ. O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) informou que para castrar um animal é preciso levar um comprovante de residência, provando que o solicitante é morador da área chamada. Neste momento o CCZ tem atendido a primeira chamada do bairro Santa Mônica, que começou no dia 1º de fevereiro e a segunda chamada para este bairro será no dia 31 de março.

Até agora já foram 200 animais castrados, desta área. O CCZ informa que estes animais castrados recebem um microchip, o que mostra a sua localização e, neste caso, não tem indicação de que esses animais estão localizados em outros bairros.

Quanto a coleta de animais, o serviço é realizado sempre as segundas, quartas e sextas-feiras, em toda Guarapari. Para que tenhamos resultado é necessário que as pessoas se conscientizem sobre os cuidados com os animais e não os abandonem, infelizmente essa prática ainda existe em nosso município.

O CCZ informou ainda que, só nesta gestão já foram mais de 300 animais castrados e os bairros atendidos até agora foram: Elza Nader, Setiba, Paturá e Una.

Comments are closed.