A desistência de Rodolfo Mai da corrida pela prefeitura de Guarapari não apenas surpreendeu a comunidade, mas também redefiniu por completo o cenário político do município. Com essa saída, vários personagens importantes se veem agora diante da oportunidade de ingressar ou retornar ao processo eleitoral, tornando a eleição um campo aberto e repleto de possibilidades.

Vereador e deputado. Entre os nomes que podem se recolocar na corrida eleitoral, destacam-se o presidente da Câmara Municipal, Wendel Lima, e o deputado estadual Zé Preto. Ambos eram inicialmente apoiadores de Rodolfo Mai e, com a sua saída, podem voltar a pensar na disputa pela prefeitura. Zé Preto já começou as conversas. Wendel ainda não se manifestou.

Desistência de Rodolfo Mai da corrida pela prefeitura de Guarapari não apenas surpreendeu a comunidade, mas também redefiniu por completo o cenário político do município.

Outros nomes. Além desses dois temos também o vereador Rodrigo Borges, o subsecretário estadual de turismo, Gedson Merízio e a empresária Barbara Hora pelo PT e José Amaral pelo PSOL. Não podemos esquecer que o atual prefeito, Edson Magalhães é uma peça importante no cenário, pois vai lançar ou apoiar algum nome. Segundo o meio político, em acordo com o governo do Estado, esse nome seria Gedson Merízio. Mas da cabeça de Edson só sabe Edson. Vamos aguardar.

Izac Queiroz. O próprio partido de Rodolfo (Progressistas), pode lançar um nome para a disputa. E já existem conversas nesse sentido. Informações são que o vereador Izac Queiroz poderia ser uma dessas possibilidades. Ele é um opositor ao prefeito e uma voz forte da Câmara. O que confirma que o campo está aberto.

Ricardo Conde. A saída de Rodolfo zera o jogo e pode possibilitar a entrada de um nome novo ou totalmente inesperado para as eleições. Hoje surgiu o nome do empresário e jornalista Ricardo Conde. Ele já teria até um vice escolhido. O empresário do ramo de turismo, Gustavo Guimarães.

Guarapari se vê diante de uma eleição imprevisível e dinâmica, com diferentes atores políticos buscando espaço. A única certeza, por enquanto, é que a corrida pela prefeitura de Guarapari está mais acirrada e imprevisível do que nunca.