Depois do problema no edital do concurso público para contratação de professores (reveja aqui), outro edital, agora para contratação de profissionais da saúde, causou confusão na manhã de hoje na cidade.

A chamada pública para os profissionais da área de saúde que se inscreveram no Processo Seletivo Simplificado 003/2014 gerou críticas por parte dos candidatos na manhã de hoje, em frente a Secretaria de Saúde, no Bairro Muquiçaba, em Guarapari.

A forma como seria feita a chamada dos profissionais gerou polêmica em frente à secretaria. Foto: Roberta Bourguignon/Portal 27
A forma como seria feita a chamada dos profissionais gerou polêmica em frente à secretaria. Foto: Roberta Bourguignon/Portal 27

Os candidatos reclamaram que pessoas que não estavam na frente da secretaria quando aconteceu a chamada, não estavam indo para o final da prioridade, contradizendo o que prevê o edital, no item 7.

O edital diz no item 7.2 que: “O não comparecimento do candidato classificado ou a desistência no momento da chamada, implicará na alteração da ordem de classificação, devendo o candidato ser reposicionado no final da classificação, sendo chamado o próximo candidato da lista de classificação”.

De acordo com os candidatos, a chamada deveria ser feita às 9 horas da manhã de hoje e quem não estivesse presente se enquadraria no item 7.2 do edital.

A prefeitura de Guarapari informou que o edital informa que a chamada seria feita no dia 21 de janeiro “com início às 9 horas da manhã”. A prefeitura disse ainda que: “Não houve extensão do prazo. No Edital está descrito que o prazo da chamada é o dia 21/01/2015”, concluiu a nota

O edital 003/2014 prevê a contratação temporária de 50 profissionais da área da saúde para atuar na rede municipal de saúde.

 

Deixe seu comentário