Na quinta-feira (22), será realizada a 1ª Reunião Pública do Plano de Recursos Hídricos da Bacia do Rio Benevente, a partir das 8 horas, no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Alfredo Chaves. No encontro será apresentado o diagnóstico da bacia hidrográfica, com estudos sobre a situação da qualidade e da quantidade de suas águas.

O Plano de Recursos Hídricos é uma iniciativa do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Benevente (CBH Benevente) e da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama), por meio do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema).

O evento é aberto ao público e participam representantes de órgãos públicos, iniciativa privada, sindicatos, cooperativas, Organizações Não Governamentais (ONGs), associações comunitárias, instituições de ensino superior e de fomento ao turismo, consumidores industriais e comerciais, entre outros.

rio_benevente_divulgacao_jpg

A contribuição de todos é fundamental para proporcionar uma gestão democrática da bacia do Rio Benevente. As sugestões dos participantes serão consideradas durante a elaboração do Plano de Recursos Hídricos.

 “Para o diagnóstico, foi feita a análise das águas e o mapeamento dos principais usuários e sistemas de captação e distribuição. Também foi feito o levantamento socioeconômico dos municípios da bacia, das principais atividades desenvolvidas na região, bem como da infraestrutura sanitária disponível, do uso do solo, entre outros”, explicou o analista de meio ambiente do Iema, o engenheiro ambiental Alessandro e Souza Arantes.

A Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan), que ocupa a Secretaria Executiva do Comitê de Bacias, é representada no Comitê de Bacia do Rio Benevente pelo gestor do Polo de Água da Empresa em Guarapari, Marcos Oliveira, e pela tecnóloga em saneamento Karoline Alves. Segundo Oliveira, a Cesan contribuiu com a elaboração do diagnóstico fornecendo dados sobre a vazão de água captada para abastecimento, população total atendida, outorgas da Companhia, entre outras informações.

 “Para a Cesan, é muito importante a atuação do Comitê de Bacia do Rio Benevente, pois contribui para o planejamento de longo prazo da Empresa e orientação dos investimentos futuros, que vão garantir o abastecimento de água de qualidade, acompanhando o crescimento da população”, explica Oliveira.

A próxima etapa do Plano de Recursos Hídricos é a elaboração do Enquadramento – que irá definir os usos principais das águas e estabelecer o nível de qualidade e quantidade de água a ser alcançado ou mantido na bacia ao longo do tempo para atender às necessidades dos seus diferentes usuários.

Depois, será feita a formatação do final do Plano de Recursos Hídricos com as ações a serem executadas para atingir os objetivos propostos. Também nestas fases serão realizadas reuniões públicas para a apresentação dos resultados dos estudos.

 Bacia do Rio Benevente

O rio Benevente nasce no município de Alfredo Chaves, na Serra do Tamanco, distrito de São Bento de Urânia, percorre cerca de 80 km e tem sua foz no município de Anchieta, onde forma um manguezal.

Localização: sul do Estado do Espírito Santo.

 Área aproximada: 1.207 km².

 Municípios abrangidos: Alfredo Chaves e Anchieta (totalmente); Guarapari, Iconha, Piúma e Marechal Floriano (parcialmente).

 População total da bacia: 188.051 habitantes (IBGE/Censo 2010).

 Principais afluentes: rios Batatal, Caco do Pote, Corindiba, Conceição, Crubixá, Grande, Iriritimirim, Joeba, Maravilha, Pongal, Salinas e São Joaquim.

 Vazão média: 25.104,5 litros por segundo.

 Atividades econômicas predominantes: pecuária, culturas de café, banana e horticultura, turismo, lazer e pesca, entre outras.

 Serviço:

1ª Reunião Pública do Plano de Recursos Hídricos da Bacia do Rio Benevente

Horário: 8h30 às 12h

Local: Cras – Centro de Referência de Assistência Social – Rua Antônio Cláudio Gaigher, 87, Parque Residencial, em Alfredo Chaves

Informações: (27) 3269-1347 (CBH Benevente), (27) 3636-2543 (Iema) e www.lumeambiental.com.br/prhbenevente

Com informações do governo do Estado.

Deixe seu comentário