Em assembleia realizada na tarde de ontem (1) com mais de 400 servidores municipais, a categoria votou por unanimidade pela greve. A categoria reclama que a prefeitura sequer ofereceu uma contra proposta para as demandas feitas pelo sindicato.

Abud disse que a prefeitura não respondeu a nenhuma demanda da categoria. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Abud disse que a prefeitura não respondeu a nenhuma demanda da categoria. Foto: João Thomazelli/Portal 27

“Nós esperamos por todo o mês de maio por uma resposta da prefeitura e eles nem se deram ao trabalho de rejeitar nossa proposta. a categoria votou por unanimidade pela paralisação e é isso que vai acontecer”, explicou Rose Abud, presidente do sindicato da categoria.

Os servidores pediram um reajuste de acordo com o a inflação acumulada do último ano, mais aumento real de 10% sobre os vencimentos. “Além disso, pedimos que o vale alimentação passe dos atuais R$ 100 para R$ 250 e o ticket feira de R$ 30 suba para R$50”, finalizou.

Os servidores votaram por unanimidade a favor da greve. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Os servidores votaram por unanimidade a favor da greve. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Agora o sindicato tem que publicar um edital avisando da greve e esperar 72 horas antes de parar. A paralisação acontece a partir da próxima segunda-feira (8).

Resposta. Em nota, a Prefeitura disse que está estudando a proposta de reajuste sem que haja comprometimento da saúde financeira do Município, de forma a obedecer a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Deixe seu comentário