Empreendedorismo, emprego e segurança pública. Estes foram alguns dos assuntos discutidos pelos membros do Movimento Brasil Livre (MBL) no Simpósio Brasil 200 Guarapari, realizado pelo Sindicato da Indústria e Construção Civil de Guarapari (Sindicig). O evento aconteceu no Guara Centro de Eventos, na manhã desta segunda-feira (23). 

O fundador do Brasil 200, empresário e pré-candidato a presidência da República pelo Partido Republicano Brasileiro (PRB), Flávio Rocha, ressaltou a importância do empreendedorismo e da geração de empregos para ajudar o país a crescer. “Quero ser o guardião da competitividade e destravar a economia”, afirmou Flávio.

o pré-candidato a presidência da República, Flávio Rocha afirmou que é preciso destravar a economia para o Brasil crescer. Foto: Rafaela Patrício

O pré-candidato a presidência disse ainda que para o Brasil avançar é preciso realizar quatro reformas: trabalhista, tributária, do Estado e da previdência. “Com essas quatro reformas destravaremos a economia no primeiro ano de mandato. Vamos tirar o Brasil daquele pelotão de países travados e de ideologias tóxicas e colocá-lo naquele pelotão dos países de ideologias livres porque não existe prosperidade em uma economia que não seja livre”, afirtmou. 

MBL. Um dos fundadores do MBL, Alexandre Santos, explicou porque o movimento  apoia a candidatura de Flávio Rocha. “O MBL sempre foi autêntico em suas decisões e não é diferente agora que decidimos apoiar o Flávio. A gente entendeu que era autentica a rebeldia dele de sair de sua zona de conforto e sua vontade de mudar o sistema”, fala. 

O yotubber do canal Mamãe Falei, Arthur Moledo do Val afirmou que a sociedade em geral se afastou da política e que por isso, políticos ruins ocupam cargos com objetivo de defender apenas seus interesses. “A gente tem que parar de demonizar a política. A política é algo bom e precisamos ocupar os espaços que vão tomar decisões que vão mudar nossas vidas”.

Kim Kataguiri afirmou que as bandeiras defendidas pelo MBL são justas. Foto: Rafaela Patrício

“Nós pretendemos mudar o Brasil baseados em um tripé. O primeiro deles é a forma como a gente comunica o que a gente quer fazer. O segundo pé do tripé é a militância e o terceiro é aquele que vamos fazer em 2018 de maneira histórica, que é participar institucionalmente da política, entrar e ocupar cargos. É com este tripé que queremos mudar o país de verdade. “, disse Arthur.

O coordenador nacional do MBL, Kim Kataguiri, também defendeu a participação da sociedade na política.  “Quem acredita que é só o meio é que forma o indivíduo é a esquerda. Quem acredita em meritocracia acredita que existem valores que são inegociáveis a partir do momento em que você foi criado neles e não interessa o meio em que esteja porque você não vai roubar, desviar dinheiro nem mentir porque não tem meio que mude os valores que você tem. Agora para  para entrar nessa batalha é preciso participar e agora é o momento que temos para mudar o rumo do nosso país”.

O presidente do Sindicig, Fernando Otávio Campos afirmou que os sindicatos devem apresentar propostas para melhorar a sociedade e o país e que por isso, o Sindicig vai promover outras reuniões com  candidatos a governador, a presidente, a senador e deputados estaduais e federais. Ele ressaltou a importância de eventos como este. “Para se fazer uma escolha bem feita é preciso saber quem é errado e quem é certo e para isto é preciso estar presente e ouvir. Esto é a importância de trazer  isto para Guarapari, reconhecer a cidade no cenário nacional trazendo candidatos para cá, ouvir suas propostas e assim poder escolher na hora de votar”.

Deixe seu comentário

Comments are closed.