JB Padrão
Banner TOP

Para a maioria das adolescentes a festa de 15 anos é um grande sonho, que para a estudante, Mayane Lemos, se tornou realidade e de uma maneira diferente. Durante 1 ano, a menina vendeu bombons em semáforo, no Centro de Guarapari, para custear as despesas da festa.

Com o dinheiro arrecado na venda dos bombons, Mayane conseguiu 80% do valor festa, que ela vai oferecer neste domingo (11), para mais de 200 pessoas.  A debutante fala que  se sente muito realizada com a conquista. “Lutei muito por isso, trabalhei duro todas as tardes de baixo do sol para vender os bombons, enfrentei muitas críticas para realizar um sonho. Graças Deus consegui boa parte do dinheiro e hoje vou ter a minha festa do jeitinho que eu queria” diz Mayane.

Com o valor arrecadado da venda dos bombons, Mayane, conseguiu pagar 80% do valor de sua festa. Foto: Wallace Merisio.

A estudante conta o que teve que enfrentar para atingir seu objetivo. “Muitas pessoas me criticaram no começo, e eu ia muito envergonhada. Já cheguei em casa chorando, achei que não fosse conseguir. Mas pensei: ‘já que eu quero tanto, não tenho motivos para me envergonhar’ e corri atrás mesmo. E hoje estou com um sorriso no rosto e muito orgulhosa de mim”, fala a adolescente.

E não é só ela que sentiu assim, a mãe, Mayara Lemos, conta toda orgulhosa da trajetória da filha . “De manhã ela ia para a escola, de tarde vendia os bombons e a noite fazíamos o que seria vendido no outro dia no sinal. Não foi fácil, mas ela foi determinada, sabia o que queria e conseguiu realizar seu sonho”, diz a mãe.

Durante 1 ano, a menina vendeu bombons em semáforo, no Centro de Guarapari. Foto: Roberta Borguignon

E fala que se não fosse por essa iniciativa da filha, ela e o marido não poderiam proporcionar a festa para a menina, já que os dois estavam desempregados. “Desde os 13 anos ela fala dessa festa. Eu já estava desempregada e bem na época o pai dela estava para ser demitido da Samarco. A situação financeira apertou um pouco e com muito pesar, vimos que não poderíamos dar essa festa para ela. Foi então que ela veio com essa ideia de vender os bombons. E se agora ela vai ter uma festa, grande parte do mérito é dela”, ressalta.

Banner Marcelo
Institucional Basic Idiomas
Institucional MAllagutti

Padrão

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here