Uma dívida. Essa foi a desculpa do empresário Sandro Oséias dos Santos, de 38 anos, que junto com seu cunhado, William de Oliveira Orequio, de 21, roubaram ontem uma lotérica em Meaípe, Guarapari.

Eles renderam a atendente e os clientes com uma arma e uma com uma dinamite falsa. Sandro é empresário do ramo de pedras ornamentais. Junto com o cunhado roubaram cerca de R$ 12 mil da casa lotérica. Eles fugiram de carro e trocaram tiros com a polícia até serem presos.

Ladroes
Sandro Oséias dos Santos, de 38 anos e seu cunhado, William de Oliveira Orequio, não conseguiram ser bem sucedidos no assalto.Foto PM.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Jefferson Gomes, os homens confirmaram que resolveram roubar a casa lotérica por conta de dívidas. “Pelos depoimentos e pelas várias mensagens de cobrança no celular de um deles, nos leva a crer que essa é a motivação do crime”, disse a imprensa.

Todo o assalto durou cerca de dois minutos. Eles se utilizaram da dinamite falsa para forçar a entrada no estabelecimento, dizendo que explodiriam a porta, caso a funcionária não abrisse. Depois de assaltar fugiram em um Honda Civic preto.

Capa Assalto
Câmera mostra o exato momento em que os dois de boné entram na lotérica.

Eles pegaram o contorno de Meaípe, e ao perceber a presença de uma viatura durante a fuga, um deles chegou a colocar a arma para o lado de fora do carro. Foi quando os policiais militares que realizavam a perseguição começaram a atirar, atingindo as laterais, o porta-malas e a roda do carro dos bandidos.

Sandro e William acabaram detidos e estão presos no CDP de Guarapari. O delegado informou que eles podem pegar até 15 anos de prisão pelo crime.

Veja os vídeos das câmeras que mostram o assalto

Câmera 1

 

 Câmera 2

Deixe seu comentário