O ano de 2015 foi marcado pela pior seca dos últimos 40 anos, além de ser considerada a maior crise hídrica da história do Espírito Santo, segundo informações da Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan). Até o momento, a água captada dos rios que abastecem Guarapari tem sido suficiente para atender a população, mas, com a grande quantidade de turistas que vem para o município no verão, a pergunta que não quer calar é: vai faltar água?

Rio Benevente
O Rio Benevente é um dos rios que abastece Guarapari.

Guarapari é abastecido por três rios: Jaboti, Conceição e Benevente. Por enquanto, o abastecimento na cidade continua normal. A partir da semana que vem é que isso pode mudar, já que o verão tem início no dia 21 de dezembro e os turistas começam a chegar no município logo depois dessa data.

A Cesan informou que fez a implantação, neste ano, do reservatório de Perocão – com capacidade para 2,6 milhões de litros de água – e de duas novas adutoras de água tratada, além de estar prestes a entregar mais uma de água bruta até o final do ano. O investimento total será de R$ 35 milhões, com capacidade para atender mais de 170 mil pessoas.

Foto: João Thomazelli/Portal 27
A população flutuante de Guarapari chega a mais de 500 mil habitantes no verão. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Durante o verão, a população flutuante de Guarapari chega a mais de 500 mil habitantes, enquanto a população residente gira em torno de 120 mil, segundo a Prefeitura de Guarapari. Logo, a quantidade de pessoas consumindo água no município é muito maior nesse período. De acordo com a Cesan, a relação da quantidade de uso de água por pessoa é de 200 litros/dia.

A Companhia faz os seguintes alertas para a população de Guarapari e também aos turistas que pretendem vir para o município:

“Apesar das medidas adotadas pela Companhia para reforçar o fornecimento de água, é importante lembrar que a caixa d’água deve ser adequada para o número de pessoas do imóvel. Casos pontuais de desabastecimento podem ocorrer nos balneários devido, geralmente, à superlotação dos imóveis em época de verão.

Por isso, a Companhia pede a colaboração de todos para que evitem uma quantidade grande de pessoas por residência e que os veranistas procurem saber, antes de locar ou utilizar uma residência, qual a capacidade dos reservatórios e se eles serão adequados para o consumo diário. Por exemplo, se uma pessoa consome, em média no verão, até 200 litros por dia e o imóvel possui um reservatório de mil litros, no máximo cinco pessoas devem ocupar a residência.

A Cesan abastece com regularidade a 100% da população das áreas urbanas desde 2008. Entretanto, o alto consumo, aliado a outros fatores, como áreas muito elevadas, locais de ponta de rede e loteamentos irregulares com ligações clandestinas, podem comprometer o fornecimento de água quando são registradas altas temperaturas.”

Vale ressaltar que o desperdício de água deve ser evitado, tanto por turistas quanto por moradores. Confira algumas dicas da Cesan para economizar água:

– Ao escovar os dentes, abra a torneira para molhar a escova, feche e só abra de novo para enxaguar a boca;

– Evite banhos demorados e use o sabonete com o chuveiro fechado;

– Quando for lavar roupas e louças, feche a torneira enquanto estiver ensaboando. Só abra quando for enxaguar;

– Ao lavar as mãos, use o sabonete com a torneira fechada. Só abra quando for enxaguar;

– Descargas representam 25% do consumo doméstico. Seu uso precisa ser moderado. Regule periodicamente a válvula ou caixa de descarga e nunca jogue lixo no vaso;

– Procure por vazamentos. Observe as torneiras, boias de caixa, registros etc. Isso pode representar 25% do consumo de água.

Veja abaixo o folheto de conscientização elaborado pela Companhia:

folheto cesan

Deixe seu comentário