O vereador Ronaldo Gomes “Tainha” (PSB) quer proibir o uso de tendas nas areias das praias de Guarapari. Na próxima sessão o vereador vai apresentar um Projeto de Lei que visa proibir que ele chama de “loteamento das areias da praia”.

O Projeto e Lei entrou na pauta de ontem (10) em primeira discussão, mas a sessão na Câmara foi finalizada por falta de quórum e a votação deste e de outros Projetos de Leis foram adiados para a próxima semana.

Ronaldo vai tentar colocar o projeto em votação na próxima semana.
Ronaldo vai tentar colocar o projeto em votação na próxima semana.

“Temos muitas denúncias de que as pessoas estão colocando as tendas dizendo que são turistas, mas eles alugam as tendas, loteando a areia da praia. Já recebemos reclamações de diversas pessoas, entre quiosqueiros, moradores da cidade e turistas sobre esta situação”, explicou Tainha.

O vereador disse que se espelhou em um projeto da cidade de Guarujá (SP), que tem projeto semelhante, para criar o projeto. “Tenho certeza que vai ter gente que vai reclamar, mas muitos vão gostar, pois se o projeto virar lei, vai liberar as areias das praias de Guarapari para os banhistas”, disse o vereador.

Se projeto for aprovado, fica proibido o uso de tendas nas areias das praias de Guarapari. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Se projeto for aprovado, fica proibido o uso de tendas nas areias das praias de Guarapari. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Para Fátima Fonseca, presidente da Associação de Moradores da Praia do Morro, o projeto é bem-vindo. “Vemos que as areias da Praia do Morro estão completamente loteadas. Dá até confusão entre eles. E não só as tendas. Há um mania das pessoas que alugam cadeiras, sobrinhas e tendas acharem que são donos das areias da praia. Aí o banhista que é prejudicado” disse.

No projeto do vereador, ficam apenas autorizadas as tendas que são montadas no período de réveillon e em eventos especiais, como luaus e festas, quando são concedidas licenças pela prefeitura mediante pagamento de taxa. O vereador pretende colocar o projeto para apreciação do plenário na próxima sessão.

Deixe seu comentário

Comments are closed.