A sessão da Câmara Municipal de Guarapari desta quinta-feira (27) não aconteceu por falta de quórum. A sessão ordinária fez a abertura dos trabalhos, através da leitura de trechos da bíblia pela vereadora paulina Aleixo Pina e logo após, a leitura dos avisos protocolares pelo vereador Oziel de Souza.

Durante essa leitura, a maioria dos vereadores deixou o plenário e o presidente Enis Gordin precisou encerrar a sessão, ao perceber que o plenário estava sem quórum para continuação da sessão do dia.

Protesto. O portal 27 entrou em contato com a assessoria da casa para saber o motivo da falta de quórum e fomos informados que seria um “protesto” da maioria dos vereadores, pela presença, por força judicial, do vereador Dito Xaréu nas sessões. “Ele não tem condições de participar das sessões, enquanto a investigação não acontecer e trazer a verdade sobre tudo”, disse um vereador a nossa equipe.

Perguntamos a assessoria da Câmara se esta atitude seria tomada em todas as sessões que estão para acontecer, ainda como forma de protesto contra Dito, mas não recebemos resposta até o fechamento desta matéria.

Afastado. O vereador Dito Xaréu (SD), estava afastado após ser aberta uma CPI contra ele, por supostamente estar envolvido em pedidos de propinas, divulgados em áudios que vazaram por meio do aplicativo WhatsApp. Mas uma decisão do Juiz, Gustavo Marçal da Silva e Silva, mandou reintegrar o vereador Dito Xaréu (SD) à Câmara.

Deixe seu comentário