A partir do próximo dia 27 de junho, moradores de Guarapari e turistas que visitam o balneário vão poder contar as 80 câmeras de videomonitoramento em funcionamento. De acordo com a Prefeitura da cidade, todo o sistema já está em fase de testes. Em dez dias a vigilância começa em todo o município.

Os locais para a implantação das câmeras na cidade de Guarapari foram escolhidos através de um estudo estatístico dos números de furtos, roubos e homicídios nos anos de 2012 e 2013. Os pontos não são revelados, mas basta olhar para cima, que são encontradas câmeras nos principais bairros, como Centro, Praia do Morro e Setiba.

O treinamento dos 50 operadores acontece ainda este mês, nos dias 24, 25 e 26.
De acordo com o Secretária Danilo Bastos, o treinamento dos 50 operadores acontece ainda este mês, nos dias 24, 25 e 26. Foto: Vinícius Rangel

“As pessoas sabendo que estão sendo vigiadas, ficam mais receosas que cometerem os delitos. Com as câmeras vigiando todos, vamos conseguir ter uma cidade mais ordenada e vigiada por 24 horas. Esse equipamento também vai poder facilitar nosso campo de visão para fluxo de trânsito, de pessoas e também atender outros tipos de crimes como àqueles que jogam lixo em locais proibidos por lei”, explicou Danilo.

A Central Integrada de Inteligência (CIV), que está localizada em um edifício na Praia do Morro, estará ligada direto ao Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). O treinamento dos 50 operadores acontece ainda este mês, nos dias 24, 25 e 26.

Câmeras ajudam a prender bandidos em Anchieta

Em Anchieta, na Região Sul do Espírito Santo, já existem há dois anos as câmeras e elas fazem parte de operações e blitz policiais trazendo mais segurança para os cidadãos. O retorno positivo desses equipamentos, de acordo com a Prefeitura do balneário, tem trazido agilidade nas ações do ordenamento em toda a região.

Desde 2012 os moradores contam as 30 câmeras de videomonitoramento.
Desde 2012 os moradores contam as 30 câmeras de videomonitoramento.

Os moradores contam as 30 câmeras de videomonitoramento. De acordo com o Gerente da Guarda Municipal, Carlos Palaoro, as câmeras são uma das principais ferramentas na hora de realização de blitz de trânsito e operações policiais.

“Quando os policiais seguem para as operações, as câmeras auxiliam os militares em determinados pontos, onde as visões deles não alcançam, e auxiliam na localização dos bandidos e até a detê-los. Nós estamos seguros que esse equipamento é um bem que nos ajuda muito. Nosso trabalho tem melhorado bastante nos últimos anos”, disse Palaoro.

Deixe seu comentário