A Prefeitura de Vila Velha e a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) assinaram um convênio para utilização de mão de obra de apenados, em regime semiaberto, em ações da Secretaria de Meio Ambiente. O termo foi assinado na manhã desta segunda-feira (4).

O documento prevê a utilização de, no mínimo, dois e até 60 apenados, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h, sem custo algum para o município. A ação faz parte da ressocialização dos presos, devolvendo em serviço público parte da pena que estão cumprindo.

Para o prefeito Arnaldinho Borgo, o convênio é mais uma parceria com o Estado e a Justiça, na manutenção de serviços públicos essenciais e também na ressocialização de quem busca novas oportunidades na vida, para recomeçar.

A Prefeitura de Vila Velha e a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) assinaram um convênio para utilização de mão de obra de apenados, em regime semiaberto

“Nossas ações do Bem-Estar Animal, como as feiras de adoções de cães e gatos, já contam com a parceria da Sejus e da Justiça. Os internos nos ajudam a organizar os espaços, acalmar os animais disponíveis para adoção e na limpeza dos locais dos eventos. Agora estamos ampliando para que façam mais atividades, como limpeza de praias, parques, plantio de mudas de árvores, entre outras”, comentou o prefeito.

Entre as ações que os internos participarão estão a “Plantando o Bem”, que é um projeto com o intuito de promover ações de preservação do meio ambiente, como limpeza de parques e praias, plantação de mudas para o reflorestamento, pintura de placas para consciência ambiental, entre outras.

Parceria que vem dando bons frutos, segundo o secretário de Meio Ambiente, Ricardo Klipel Borgo: “Com esse convênio, ampliaremos nossas ações da secretaria. Além das feiras de adoção, vamos aumentar nossas ações de reflorestamento, preservação e manutenção dos parques. Isso amplia nosso alcance e nos permite enriquecer as atividades ambientais”, enfatizou.

O convênio tem validade até dezembro de 2024 e pode ser prorrogado caso haja interesse das duas partes, tanto da Prefeitura quanto da Sejus.