Os times do Guarapari e de Alfredo Chaves se reencontraram ontem (19), em uma partida de futebol no Campo do Aliança, em comemoração aos 10 anos do Título da Copa A Tribuna 14/15, festejado pelo time do Guarapari em 2004. Na época, uma grande rivalidade entre os adolescentes de 14 e 15 anos, se tornou amizade na juventude.

“Isso aqui marcou nossa história. A gente tinha 15 anos, e depois de 10 anos, reunir os jogadores novamente e fazer esse jogo festivo, relembrou a nossa final. Alfredo Chaves sempre foi uma rivalidade sadia, e encontrar toda a galera de novo, foi gratificante”, relata o jogador Mário Jorge, que organizou a partida.

times do alfredo Chaves e Guarapari

Para o representante do Alfredo Chaves, o jogo foi um momento de relembrar a infância. “Muita história em jogo. Nosso time ganhou a copa A Gazetinha em 2005, e o time de Guarapari ganhou a copa A Tribuna em 2004. É muito gratificante rever esses colegas, e o que antes era rivalidade, hoje se tornaram amigos, e assim, relembramos a nossa infância”, disse Edson Gaigher Jr.

IMG-20150714-WA0006[1]Homenageado. Um jogador que foi destaque na época, não esteve em campo na comemoração. Gustavo Marques era atacante do Guarapari, acabou falecendo em um acidente de carro em 2013, e na partida foi homenageado. “Reunir toda a rapaziada foi uma emoção muito grande. Tem jogadores que nem moram mais em Guarapari e vieram aqui para participar. Gustavo, um garoto habilidoso e muito bom, não pôde estar aqui. Mas a vida não pode parar. O que ele mais amava era jogar futebol, e por causa disso eu não posso ficar longe do esporte”, lembra o técnico Oswaldo Marques, também avô de Gustavo.

Diretamente de Minas Gerais. Um dos jogadores viajou quase 6 horas somente para participar da partida. “A amizade foi construída no campo e foi muito bom estar aqui. Nosso amigo Gustavo também merece essa homenagem, e a gente veio para participar e ajudar a galera”, contou o jogador Webster Gláucio Marvilla Brandão, que veio da cidade de Mariana (MG).

2×1 para o Guarapari. Mesmo para relembrar, o espírito esportivo dos jogadores fez com que eles corressem os 90 minutos, e reclamassem um do outro no campo. E em uma partida equilibrada, o Guarapari levou a melhor e deixou os Alfredenses em segundo, mais uma vez. “Foi apenas uma brincadeira, mas os rivais levaram, e o jeito é aguentar a ‘zuação’ dos amigos”, brinca Edson. E Mario Jorge diz que, “foi só para não perder o costume, levamos mais uma”.

Deixe seu comentário

Comments are closed.