Na última sexta-feira (06), o 10º Batalhão da Polícia Militar divulgou o balanço de seus resultados no mês de Setembro. Dentre eles, estão o número de pessoas abordadas no município, a recuperação de veículos, o número de armas e drogas apreendidas pela polícia.

Os resultados mostram o trabalho dos policias do 10º BPM, em setembro de 2017.

Setembro bateu recorde na apreensão de armas no ano de 2017. Ao todo 15 armas de fogo foram retiradas de circulação. O Capitão Lourencini, responsável pela assessoria de comunicação do 10º BPM, comemora o número. “Nossos policiais conseguiram retirar das ruas uma arma à cada dois dias, são muitas armas de fogo em mãos erradas. E esse número influencia na segurança como um todo. A apreensão de uma arma, consequentemente influencia no tráfico de drogas, é um reação em cadeia. Nossos policias trabalham diuturnamente para isso”, diz o capitão.

No mês, 160 pessoas foram detidas. Para o capitão, isso é um reflexão na diminuição de alguns tipos de roubos e furtos na cidade. “Tivemos no primeiro semestre, um aumento de furtos em via pública, roubos à estabelecimento comercias, assaltos à residências. Mas a partir de 1º de julho começaram a cair, e agora já atingiram os mesmo níveis do ano passado. Ainda estamos trabalhando para poder baixar ainda mais essa estatística”, comenta capitão Lourencini.

28 veículos foram recuperados pela PM no município neste mês. Mas a Polícia Militar assumi que o número de roubos e furtos à veículos vem crescendo nos últimos meses. “A quantidade de veículos roubados aumentou nos últimos tempos. Mas para isso não basta o patrulhamento ostensivo, precisamos trabalhar em conjunto com a equipe de inteligência, com investigação, para identificar as quadrilhas que cometem esse tipo de delito e prendê-las. Já estamos trabalhando nesse sentido para poder garantir a segurança do cidadão”, diz.

O capitão ainda concluí. “A nossa principal função é fazer com que o crime não aconteça. Estamos trabalhando para que no dia 31 de dezembro, os número da criminalidade estejam menores que no ano passado. E nossos policiais estão emprenhados em fazer isso acontecer”, fala o assessor do 10º Batalhão.

Deixe seu comentário