Um trágico acidente no final da manhã de ontem (9), tirou a vida do ex-presidente da Câmara de Anchieta, Jocelém Gonçalves de Jesus, 65 anos. A colisão aconteceu por volta de 11h40 no Km 369 da BR 101, no trevo de acesso à cidade de Piúma, altura do município de Iconha.

O acidente aconteceu na manhã deste sábado (08) no trevo de Iconha.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o veículo conduzido pelo ex-vereador foi atingido de forma transversal por uma carreta que seguia no sentido Vitória-Rio de Janeiro no momento em que ele atravessava a rodovia com um Fiat Strada.

Com o impacto da batida, o veículo do ex-vereador foi arrastado pela carreta por alguns metros até parar no acostamento da rodovia. Jocelém morreu preso às ferragens. O caminhoneiro não se feriu.

A vereadora Tereza Mezadri (PV), concunhada de Jocelém, disse que o ex-presidente estava voltando sozinho do município de Alfredo Chaves, onde realizava trabalhos agropecuários, e seguia para Anchieta quando o acidente aconteceu.

Serginho seguiu os passos do pai e também é vereador de Anchieta.

O filho da vítima, o vereador Serginho de Jesus (PSD), que foi ao local do acidente, não soube dizer ao certo o que pode ter acontecido no momento da colisão, já que as imagens de uma câmera de segurança mostram o momento exato em que o veículo conduzido por Jocelém é atingido pela carreta. “Não podemos afirmar que ele passou direto no cruzamento. Ele pode ter tido um mal súbito. A causa, só o laudo do DML vai poder confirmar”, disse o filho.

O prefeito de Anchieta, Fabrício Petri, decretou luto de três dias pela morte do ex-presidente da Câmara, Jocelém Gonçalves de Jesus. O prefeito que esteve no local do acidente dando apoio a família, lamentou o ocorrido e declarou que o ex-presidente foi uma grande liderança. “Celém foi acima de tudo, um ser humano respeitado, muito querido, e uma liderança que contribuiu para o município de Anchieta. Hoje ele deixa seu legado, o filho Serginho, atual vereador do município”, disse Petri.

Jocelém, mais conhecido como Celém, foi vereador de Anchieta por seis mandatos e em dois deles foi presidente da Câmara.

“Era tudo para mim”. O filho do ex-presidente da Câmara Municipal de Anchieta, o vereador Serginho de Jesus (PSD), 31 anos, esteve no local do acidente e mesmo abalado, disse que foi o pai quem o influenciou a entrar na política.  “Foram 24 anos como vereador em Anchieta. Meu pai me ensinou como atuar na política e foi por causa dele que eu entrei pela primeira vez como vereador. Meu pai era tudo para mim. Um exemplo que eu sigo e continuarei seguindo”, declarou o vereador.

Após seis mandatos consecutivos como vereador, sendo dois deles como presidente da Mesa Diretora, Jocelém deixou a disputa para dar lugar ao filho Serginho, que atualmente é secretário da Mesa Diretora.

A vereadora Tereza Mezadri (PV), concunhada de Jocelém e com quem dividiu três mandatos, também exalta a liderança política que era. “Jocelém foi uma liderança política muito envolvida na área de agricultura. Fez um excelente trabalho a frente da Câmara nos últimos anos. Influenciado por um compadre dele, o Gilson Domingues, entrou na política aos 41 anos de idade e recentemente saiu, para que o filho pudesse assumiu o seu lugar”, ressaltou a vereadora e concunhada.

Perfil. O ex-vereador Jocelém Gonçalves de Jesus, conhecido como Celém, foi vereador por seis mandatos consecutivos em Anchieta. Nas eleições de 1988, foi eleito com 179 votos, pelo PDC. Em 1992, foi eleito com 317 votos pelo PDT. Nas eleições de 1996, se manteve no cargo com 541 votos pelo PL.

Em 2000, conseguiu mais uma vez a eleição com 573 votos, pelo PL. Nas eleições de 2008, foi eleito com 579 votos, pelo PMDB, e em sua última eleição, em 2012, foi com 608 votos, pelo PSD. O ex-presidente da Câmara é pai do atual vereador de Anchieta, Serginho do PSD.

Com informações de A Tribuna

Deixe seu comentário