Um projeto social encabeçado pelo professor Carlos Roberto Cipriano se apresentou no último dia 26 (domingo) no Recanto dos Idosos em Guarapari. Essa já é a terceira apresentação no mesmo local e, segundo Carlinhos, a visita foi muito importante para os idosos atendidos na casa: “Nós alegramos os velhinhos”, afirmou.

Anjos do violão

O projeto funciona há 8 anos no bairro Coroado e foi montado com alunos carentes comunidade. Carlinhos dá aulas voluntárias de violão na sede da comunidade e já montou uma bela orquestra. Confira um vídeo da apresentação no lar de idosos:

O projeto que atende pouco mais de 20 alunos duas vezes por semana é totalmente gratuito e, segundo o professor, existem muitas dificuldades. “Alguns alunos que não têm condições e a gente dá um jeito de arrumar um violão, faz um projeto para conseguir as camisas”, afirmou o professor que tem também gastos com itens para manutenção dos instrumentos, como cordas para os violões, usando, muitas vezes, seu próprio dinheiro para tal fim.

Carlinhos e seus alunos têm se apresentado em igrejas em Guarapari, já participaram da Feira Cultural e estiveram também tocando no Rádium Hotel. “Nós não queremos ficar somente aqui no Coroado, somos chamados por escolas e outras instituições”, afirmou.

Doações são aceitas. “Pessoas que puderem doar qualquer coisa relacionada a violão, precisamos de cordas, queremos fazer os uniformes personalizados para as crianças, pois entraram muitos novos depois que fizemos. Caso alguém tenha um violão em casa e possa doar, mesmo que esteja quebrado, é muito bem vindo, a gente precisa muito. Precisamos de uma impressora, de folhas para imprimir as músicas”, afirmou Carlinhos enfatizando que o projeto sobrevive por meio de doações. Quem puder doar ou quiser conhecer mais sobre o trabalho pode entrar em contato com Carlinhos pelo telefone (27) 98871-0537. O projeto tem uma página no Facebook por onde as pessoas podem conferir o trabalho: https://www.facebook.com/groups/569860459884278/. 

 

Deixe seu comentário

Comments are closed.