Após a repercussão negativa e as polêmicas criadas (reveja aqui) por ainda não ter a definição ou um novo decreto sobre a reabertura do comércio de Guarapari, mesmo com o governo do Estado liberando Guarapari e outras 71 cidades, o prefeito Edson Magalhães (PSDB) correu e anunciou que vai liberar.

De acordo com informação divulgada pelo site da prefeitura, “Na noite desta segunda-feira (20), o prefeito de Guarapari, Edson Magalhães confirmou que irá autorizar a reabertura do comércio do município, nesta quarta-feira (22). A medida está em conformidade com o Decreto Nº 4636-R, assinado pelo governo do Estado”, disse a informação divulgada no site da prefeitura.

Mesmo sem fotos da reunião, a matéria diz que “O prefeito Edson esteve reunido durante a tarde e início da noite de hoje,”

Comitê. Mesmo sem fotos da reunião, a matéria diz que “O prefeito Edson esteve reunido durante a tarde e início da noite de hoje, com membros do comitê de enfrentamento do coronavírus (COVID-19), que analisa e estuda medidas a serem adotadas. Após a reunião, foi decidida a autorização para reabertura do comércio local, observando as obrigações e cuidados a serem adotados”, afirma o texto.

Ainda de acordo com a matéria o prefeito disse que. “A abertura exige muitos cuidados que precisam ser tomados rigorosamente, conforme portaria já publicada, para evitarmos aglomerações”, comentou Edson Magalhães.

Proibidos. A matéria informa ainda que academias, cinemas e eventos culturais, esportivos e religiosos continuam proibidos.  Vale lembrar que é obrigatório o uso de máscaras pelos trabalhadores e clientes, além do controle do número de pessoas nos estabelecimentos, evitando a aglomeração. Outro critério necessário é o cumprimento do horário especial de funcionamento.

Reunião. A publicação informa que na próxima quarta-feira, o prefeito volta a se reunir com o comitê e representantes da Câmara de Dirigentes Logistas de Guarapari (CDL) logo pela manhã, para alinhar mais detalhes sobre a reabertura do comércio e anunciar novas medidas sanitárias de combate ao novo coronavírus.