Uma ação na Justiça que se estendia desde 2011 para impedir que um prédio de 16 andares fosse construído em Nova Guarapari teve um desfecho favorável para a associação de moradores local. A decisão para cancelar as licenças de construção do prédio foi proferida pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Prédio seria construído na Enseada Azul

Agora, com a decisão, fica definitivamente suspensa a licença e proibida a construção de qualquer empreendimento alto no local. Para o resultado, foram levados em consideração o “princípio da precaução” e “meio ambiente”, já que a região possui ruas estreitas, praias pequenas e saneamento básico limitado.

Para o vice-presidente da Ameazul, Gilvan Crabeira, a decisão veio em boa hora e merece ser comemorada. “Existe uma grande preocupação quanto ao modelo de ocupação do local. Prédios muito altos trazem sobra na praia, descaracterização da paisagem, impedem a circulação do vento. A cidade de Guarapari tem inúmeros exemplos de como a ocupação desenfreada da orla é prejudicial a qualidade de vida e atratividade turística”, ressalta.

*com informações da assessoria de comunicação da Ameazul

Comments are closed.