Os últimos dias de 2019 e os primeiros de 2020 é de reclamação da falta de água em Guarapari. As reclamações são de bairros como Santa Mônica, Jabaraí e Setiba e também em mais centrais como Praia do Morro e Centro.

Em Setiba foi possível ver um caminhão pipa abastecendo algumas casas da região. Os moradores e turistas relataram a dificuldade que está sendo. Para o comerciante Nestor Luciano dos Saltos, 71 anos, está difícil abrir a lanchonete. “Para quem precisa trabalhar nessa época do ano, está difícil. Quando cai a água logo cedo, é tão pouquinho, que logo some”, disse.

No primeiro dia do ano, o que se via pelas ruas, eram vários caminhões pipas particulares estacionados na Praia do Morro e no Centro, abastecendo os prédios.

A dona de casa Conceição Santos Fernandes, 48, disse que desde de terça-feira, a família mal consegue tomar banho. A água que tinha no reservatório serve apenas para dar descarga. Estamos comprando água”, reclama. E a dona de casa Andreia Senna, 58, que está com criança em casa, disse que não está tendo nem como cozinhar. “É muito triste essa situação”, desabafou.

No primeiro dia do ano, o que se via pelas ruas, eram vários caminhões pipas particulares estacionados na Praia do Morro e no Centro, abastecendo os prédios. Segundo os motoristas abordados pela reportagem, mais de 10 caminhões foram comprados somente na parte da manhã.

Capacidade total. A Cesan informou que tomou todas as medidas operacionais necessárias para garantir o fornecimento de água e as estações de tratamento, bombeamento e reservatórios estão funcionando com capacidade total. Porém, os sistemas de abastecimento de água são bens coletivos e o excesso de consumo pode causar casos pontuais de falta d´água. Além disso, alguns imóveis passam a abrigar um número de pessoas muito acima do que foram projetados. Nesses casos, os reservatórios desses imóveis esvaziam-se rapidamente.

115. Ainda de acordo com a empresa, a falta d´água deve ser informada pelo telefone 115 que os técnicos da Cesan atendem todos os pedidos de verificação de abastecimento. A chamada é gratuita e o atendimento funciona 24 horas. O abastecimento complementar com carros pipa é realizado pela Companhia para assegurar o fornecimento de água para população.

*com informações de A Tribuna.