A Câmara Municipal de Piúma abriu ontem (19), um Inquérito Parlamentar (CPI) para apurar denúncias de irregularidades cometidas pela gestão da prefeita interina, Martha Scherres.  A investigação é para apurar supostas irregularidades na contratação emergencial de uma empresa de recolhimento de lixo na cidade.

CPI. O presidente da Câmara, Jorge Miranda, disse durante a sessão que “o poder legislativo não pode ser omisso” e abriu a votação para criação da CPI que foi aprovada pela maioria. A CPI foi formada pelos vereadores, Jonas Miranda (PTC), Negão da Colônia (Podemos) e Gustavo Meyrellis (SD).

Sindicância. Também foi aberta uma sindicância para apurar supostas irregularidades no uso de um trator compactador, que é um patrimônio público, que teria sido usado de forma particular.  Fazem parte dessa sindicância os vereadores Bernadete Calenzani (Podemos), Pretinho Piúma (PL) e  Geovane Bidim (PMN). Confira uma parte do vídeo da sessão da abertura da sindicância e da CPI.