A semana mal começou e os comerciantes seguem na mira dos criminosos. Nesta segunda-feira (10) além do furto da moto de uma construtora, dois homens armados roubaram uma farmácia localizada na avenida Paulo Aguiar, no Parque Areia Preta.

Segundo o funcionário, o homem chegou se passando por cliente e pediu um medicamento que nem sabia pronunciar o nome antes de anunciar o assalto.

O crime aconteceu por volta do meio dia foi flagrado pela câmera de videomonitoramento da farmácia. Segundo um funcionário da farmácia que pediu para não ser identificado, um dos ladrões entrou se passando por cliente. “O rapaz entrou e pediu um remédio que nem sabia falar o nome e em seguida puxou uma arma, engatilhou e apontou para minha cabeça. Depois mandou a gente deitar no chão, foi para o caixa e pegou tudo o que tinha, um pouco mais de R$ 300,00”.

Ele relatou que o ladrão estava com um revólver calibre 32 e que não chegou a roubar medicamentos, mas queria os celulares dos funcionários. “O negócio dele era dinheiro e chegou a pedir o celular, mas nós falamos que não tínhamos porque fomos roubados então ele levou o dinheiro e meu relógio, que comprei nos Estados Unidos e vale mais de R$ 2.000,00”.

O funcionário disse ainda que o homem foi violento e fazia ameaças. “Ele ficou colocando terror falando que iria dar tiros enquanto pegava as coisas. A tensão da gente era porque ele estava com a arma engatilhada e aquilo para disparar é daqui para ali. Você fica incapaz. Não existe em uma hora dessas. Infelizmente, a situação está assim aqui em Guarapari”, lamentou.

Confira o vídeo do momento do assalto :

 

De acordo com o funcionário, o criminoso fugiu com o comparsa que o esperava do lado de fora. “O parceiro dele ficou na moto e segundo informações que recebi ele é de Kubitschek”. Ele também reclamou da demora da chegada da polícia e da insegurança na cidade. “Chamei a polícia, mas a viatura só apareceu duas horas depois. Zanguei e falei com eles que não estão trabalhando. A segurança nossa acabou e falei para eles que não estão trabalhando mais e não estão nem aí para a população”.

O Portal 27 procurou a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) para saber o que a polícia vai fazer para acabar com a onda de assaltos na cidade e foi informado que “A Polícia Militar tem procurado estreitar laços com a comunidade, por meio da liderança comunitária, a fim de direcionar seus recursos e melhorar a prestação do serviço policial em todo o município. O comando do 10 º Batalhão convida as comunidades e comerciantes à participarem da reunião do REPAS ( Rede de Promoção de Ambientes Seguros) no próximo dia 27/07 às 9 horas no Radium Hotel, em Guarapari

Vale destacar que além do policiamento ostensivo, há cada 15 dias o município conta com a Operação Força Total. Na VI edição da operação realizada na última sexta-feira (07) foram abordados 140 carros; 98 motocicletas; 19 coletivos; 11 táxis e  503 pessoas. 34 Autos de Infrações de Trânsito foram confeccionados.

A PM pede a colaboração da população nas denúncias sobre a ação criminosa, por meio do Disque Denúncia (181) e a qualquer atitude suspeita ou ocorrência de crime, uma viatura deve ser acionada pelo Ciodes (190)”.

Deixe seu comentário

Comments are closed.