Seis dúzias de caranguejo foram apreendidas na tarde da última segunda-feira (19), em Anchieta. A apreensão foi realizada pelos fiscais da Secretaria de Meio Ambiente de Anchieta e aconteceu no bairro Porto de Cima.

Foto: Divulgação/PMA
Foto: Divulgação/PMA

Na ocasião os caranguejos estavam com um adolescente da cidade de Santa Clara, Rio de Janeiro. O menor não resistiu à abordagem e prontamente entregou os caranguejos aos fiscais.

Os crustáceos eram bem pequenos, com aproximadamente quatro centímetros, e, segundo os fiscais, alguns já estavam mortos. Por tais razões os caranguejos não foram reintroduzidos ao manguezal, devido à possibilidade de contaminação.

No entanto, como não havia risco para consumo humano, os caranguejos foram doados a uma instituição sem fins lucrativos do município.

As ações de Fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente continuam em diversos pontos do município enquanto durar o período do Defeso.

Saiba Mais

Foto: Divulgação/PMA
Foto: Divulgação/PMA

Nessa fase, os animais estão em fase de crescimento e realizam a troca da carapaça, popularmente conhecida como “casco”. É este o motivo da Portaria Federal nº 052/2003, do IBAMA, que regula a questão.

Para garantir a preservação da espécie, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Seman) mantém rigorosa fiscalização no manguezal de todo o município, que além de se tratar de uma APP (Área de Preservação Permanente) é ainda uma Unidade de Conservação Municipal: Reserva de Desenvolvimento Sustentável Papagaio.

O trabalho de fiscalização, fundamental para garantir a perpetuação dos caranguejos em nosso município, ocorre por terra e rio e é realizado pela equipe de fiscalização da Seman, a Brigada Ambiental. É necessário que cada cidadão faça a sua parte, dessa forma estaremos ajudando a preservar a espécie para que ela não desapareça como muitas outras.

Deixe seu comentário