Entre os cenários avaliados na pesquisa eleitoral encomendada pelo Portal 27, junto ao Instituto de Pesquisa Perfil, os entrevistados também apontaram suas intenções de voto com menos opções de candidatos.

Já publicamos a pesquisa estimulada com um cenário de 14 nomes, e agora mostramos cenário com seis e com três nomes. Os cenários com menos nomes são avaliados pelos especialistas como de grande relevância, uma vez que o cenário tende a diminuir naturalmente.

“Nós sabemos que até as convenções partidárias, alguns pré-candidatos podem se agregar a outros como vice ou até mesmo sair da disputa para apoiar outros nomes”, explica a diretora do Portal 27, Barbara Basílio.

Diante da análise, o Portal 27 traz o cenário menor, mostrando seis nomes e também avaliando os três nomes que o mercado político considera como favoritos na disputa pela prefeitura de Guarapari.

Os nomes são colocados sempre em ordem alfabética. A pergunta foi: Neste próximo cenário temos 06 nomes, em qual deles o Sr (a) votaria?

Os entrevistados escolheram entre os nomes do deputado estadual Carlon Von (Avante), o atual prefeito Edson Magalhães (PSDB), a vereadora Fernanda Mazzelli (PRB), o ex-vereador e ex subsecretário estadual de turismo Gedson Merízio (PSB), o vereador Rogério Zanon (DC), e o vereador Oziel de Souza (PSC).

Nessa, Von aparece com 27,36%, Magalhães 26,37%,  Merízio 7,87%, Zanon 7,08%, Mazzelli 5,51%, Oziel 5,31%.

A pergunta foi: Neste próximo cenário temos 06 nomes, em qual deles o Sr (a) votaria?

Três nomes

No cenário com três nomes, Carlon Von, Edson Malhães e Gedson Merízio, a aferição dos dados de forma técnica aponta mais uma vez uma disputa acirrada entre Von e Magalhães.

Von aparece com 31,49%, Magalhães 28,93% e Merízio 11,81%. Os entrevistados que não sabem ou não responderam (NS/NR), e aparecerem como indecisos representa uma grande parte dos votos, são 27,75%.

No cenário com três nomes, Carlon Von, Edson Malhães e Gedson Merízio

Pesquisa

A pesquisa do Instituto de Pesquisa Perfil contratada pelo Portal 27 ouviu 508 pessoas entre os dias 17 e 18 de agosto de 2020. A margem de erro é de 4,3 pontos porcentuais, para mais ou para menos, e o nível de confiança estimado é de 95%. O levantamento está registrado junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número ES-05166/2020.