A quinta-feira promete ser de fortes emoções em Guarapari.  A pauta da sessão de amanhã (14) na Câmara Municipal, foi publicada na tarde de hoje e nela consta que a CPI da saúde, que foi protocolada na casa de leis na última segunda (11), vai ser colocada em votação.

A CPI da saúde, pedida pelo Movimento Humanitário Saúde e Solidariedade, denuncia vários problemas dentro da saúde do município e também as mortes de bebês no Hospital Francisco de Assis (HFA). Ainda não se sabem os efeitos desta CPI e nem a quem ela deve investigar.

Vereadores vão decidir os rumos da CPI da saúde em Guarapari.

Afastamento. Especula-se que,  além do HFA,  ela atingiria também a prefeitura, através da secretaria de saúde, que é a pasta que faz a gestão da saúde municipal. Mas pode ser que o prefeito Edson Magalhães seja responsabilizado pela situação da saúde de Guarapari e se torne alvo direto da CPI.

Se os vereadores assim entenderem, existe a possibilidade de acontecer o afastamento do prefeito Edson Magalhães por 6 meses (180 dias). Por lei, esse é o tempo que a CPI tem para investigar as denúncias e o prefeito não pode ficar no cargo, como aconteceu no caso da vereadora Rosângela Loyola (PDT).

Vice. Caso o prefeito seja afastado, quem assume durante esse tempo é o vice Miguel Agrizzi, que conforme noticiamos, já pediu para deixar a secretaria de esportes e atuar somente como vice-prefeito. Se for comprovado que o prefeito não tem culpabilidade, ele pode voltar ao cargo ao fim dos 6 meses.

Convocado. Além da CPI, o prefeito Edson Magalhães tem outra situação para lidar. Um requerimento do vereador Gilmar Pinheiro (PSDB), pede a convocação para o comparecimnento dele no dia (26), para dar explicações sobre algumas postagens em redes sociais, declarações favoráveis a vereadora Rosângela duramente entrevista coletiva, nomeações, presença da vereadora Rosângela em palanque, entre outros temas.  

Caso seja aprovado esse requerimento, por lei, o prefeito ou qualquer secretário do município, quando convocado pela Câmara Municipal é obrigado a comparecer e prestar os esclarecimentos pedidos.

Deixe seu comentário

Comments are closed.