No Dia Nacional do Livro, comemorado hoje, a cidade de Guarapari já tem o seu destaque na literatura. A estudante de arquitetura, Priscila Reis Andrade, de 26 anos, pode ter pouca idade, mas já mostra ser uma escritora experiente.

A jovem já publicou 7 livros, 3 físicos e 4 em plataformas digitais. Com 18 anos começou a escrever profissionalmente. “Sempre gostei de contar histórias. Ganhei um concurso do Estado, que custeou o meu primeiro livro. Esse foi o ponta pé inicial da minha carreira”, fala a escritora.

A jovem escritora já tem 7 obras lançadas. Foto: Arquivo pessoal.

Para ela,  caminho da literatura evoluiu naturalmente. “Desde pequena invento histórias, criava enredos na minha cabeça, quando entrei na faculdade de publicidade e propaganda, por estar no meio da comunicação, concretizei essa minha vontade, e coloquei minhas histórias no papel” conta Priscila.

Mas Priscila diz que não imaginava que seria escritora por profissão. “Sempre foi meu sonho, mas nunca imaginei se concretizaria. Meu livros já foram até para fora Brasil, recebo emails de leitores brasileiros nos Estados Unidos, Alemanha e Inglaterra. Nunca acreditei que isso tudo iria acontecer”, diz.

O romance se passa em Guarapari.

A escritora trabalha com duas linhas de literatura, a aventura adolescente,o romance e  o drama familiar jovem adulto. Mas ela fala que não gosta de escrever somente para o entretenimento. “Não gosto de escrever histórias vazias, somente para entreter. Levo sempre meu leitores à uma reflexão social. Esse é o meu papel, fazer com que, em meio aquelas histórias, os meus leitores evoluam”, afirma.

Um de seus livros, o “Espinhos de Uma Rosa”, é um obra de romance  que se passa em Guarapari. “O livro é a história de um jovem em busca do amor, que não teve muita sorte. Nele eu falo de relacionamentos abusivos e abuso sexual. É um romance que gera reflexão”, conta Priscila.

Priscila lançou seu último livro no final de 2016, e mesmo estando no fim de sua faculdade, ela já tem planos de lançar sua 8ª obra. “Quero terminar a trilogia de um dos meu livros, ele demanda muita pesquisa, pois se passa no oriente médio. Mas quero lançá-lo em 2018”, revela a escritora.

Deixe seu comentário