Visando sensibilizar a população de Domingos Martins para o XXI Festival Internacional de Música Erudita e Popular, a Prefeitura Municipal está realizando anesta terça-feira (29), desde às 13 horas, no auditório da Escola Mariano Ferreira de Nazareth (antigo CNEC), uma reunião ampliada, com a presença dos organizadores e apoiadores do evento. A Secretaria de Estado do Turismo (Setur) foi convidada e estará representada na reunião.

O Festival de Domingos Martins será realizado entre os dias 18 e 27 de julho. Desde o início do ano, equipes da prefeitura preparam os trabalhos para o mais importante evento de música erudita e popular do Espírito Santo. Neste ano, a prefeitura retoma a organização do festival, que conta com apoio do Governo do Estado, Faculdade de Música do Espírito Santo (Fames) e patrocinadores.

domingos martins 130711 - TADEU BIANCONI
O Festival de Domingos Martins será realizado entre os dias 18 e 27 de julho

Para esta 21ª edição, a organização promete fazer com que a população local, participantes e os visitantes tenham uma experiência de vivência diferente com a música. A ideia é fazer com que moradores, alunos, turistas, e quem mais passar pela cidade durante os 10 dias de evento, não só ouçam, mas sintam, respirem e vivam a música.

Para organizar a estrutura do festival, foram montadas comissões formadas por servidores municipais e do Governo Estadual, além de conselhos e associações municipais. O objetivo é envolver a comunidade para uma construção coletiva de nosso festival. Entre os comitês estão: o responsável pelo trânsito, serviços básicos, infraestrutura, pedagógico e artístico, hospitalidade e receptividade, entre outros.

O Festival

O Festival Internacional de Música Erudita e Popular de Domingos Martins já se consolidou como um evento de aprimoramento e intercâmbio artístico-educacional e como agente indutor do turismo. A sua realização faz parte de um objetivo maior do Governo do Estado do Espírito Santo e da Prefeitura de Domingos Martins, que conjuga o desenvolvimento e o fortalecimento da arte e da educação musical à divulgação de potencialidades capixabas, projetando o Estado no cenário nacional e internacional.

Uma das interfaces mais características do festival é o aperfeiçoamento musical, por meio de oficinas de capacitação que permitem potencializar a qualidade técnica em diversos instrumentos. O festival se caracteriza, sobretudo, pelo incentivo à prática da música instrumental, pelo intercâmbio entre músicos de procedências diversas e pelos aprimoramentos técnicos, por meio de oficinas com professores de renome nacional e internacional. Além disso, visa a estimular a convivência enriquecedora e saudável com a música de qualidade.

Nesta edição, o evento vai oferecer 32 oficinas distribuídas pelos distritos da Sede, Paraju, Melgaço e Aracê – e outras nas cidades vizinhas de Marechal Floriano e Venda Nova do Imigrante. Serão cursos de Canto Popular, Clarinete, Contrabaixo Elétrico, Flauta, Piano, Regência Coral, Saxofone, Trombone, Trompa, Trompete, Tuba e Bombardino, Viola, Violão Popular, Violino, Concertina e Sanfona e Violoncelo, entre outras. As inscrições para as oficinas, a programação e o site oficial do evento serão lançados nos próximos dias.

Deixe seu comentário

Comments are closed.