Após ficar fechado por 20 dias seguidos, o comércio de Guarapari poderá reabrir seguindo as novas regras anunciadas pelo governador Renato Casagrande. Shoppings, centros comerciais, supermercados, loterias e outros terão os dias e horários de funcionamento reduzidos. Bares e academias continuarão fechados, seguindo o mapa de risco.

Classificada como risco extremo pelo mapa de risco do governo estadual, Guarapari poderá ter o comércio aberto apenas durante alguns dias, confira as regras específicas para cada segmento abaixo:

Restaurantes e lanchonetes

Os restaurantes e lanchonetes poderão voltar a funcionar com atendimento presencial, mas somente nos dias de quarta, quinta e sexta-feira, com horário também reduzido, das 10h até às 16h. Após isso poderão servir apenas por delivery, proibido também que clientes retirem o pedido no local.

Restaurantes podem abrir ao público apenas em três dias da semana e com horário máximo até às 16h.

Shoppings, centros comerciais e galerias

Os shoppings poderão funcionar de quarta a sexta-feira na cidade, com horário reduzido, das 10h às 20h. Já os centros comerciais e galerias também terão que seguir os mesmos dias, de quarta a sexta-feira, porém terão um horário menor, das 10h às 18h.

Bancos e loterias

As agências bancárias devem continuar funcionando da forma que estava durante a quarentena, abertas apenas para o saque dos benefícios oferecidos. Já as loterias terão que seguir medidas diferentes, abertas apenas de quarta a sexta-feira e com horário limitado, das 10h às 18h.

Serviços essenciais

Os serviços de caráter essencial, como supermercados, farmácias, padarias e serviços de saúde podem funcionar todos os dias da semana, com horário limite até às 20h e fechados aos domingos e feriados.

Ônibus municipais, intermunicipais, rodoviárias e ferrovias

Os ônibus municipais continuam com a proibição de circulação até o dia 11 de abril, até lá, apenas serão transportados os profissionais de saúde. Após essa data, o horário de transporte será das 5h às 22h nas cidades classificadas como risco extremo, proibidos de transportar passageiros aos fins de semana e feriados.

Já os ônibus intermunicipais podem funcionar, mas apenas com 50% da lotação máxima. As ferrovias e rodoviárias continuam com a proibição de transporte de passageiros, mas ainda podem fazer o transporte de cargas.

Confira abaixo o mapa de risco e a classificação das cidades

Toda a Grande Vitória está classificada como risco extremo.
Deixe seu comentário