Há sete meses a família Oliveira sofre com a falta de notícias de Jean Carlos de Oliveira, de 28 anos. Ele é Lorena, interior de São Paulo, mas veio morar em Guarapari e pouco depois desapareceu.

A irmã de Jean, Francielle de Oliveira, relatou que Jean veio morar em Guarapari a convite de sua meio irmã. “Ele conheceu uma menina, que é irmã dele por parte de pai. Ela mora em Guarapari e veio passar as férias aqui e quando foi embora levou ele para aí. Ela dizia que aí ele iria mudar de vida. Ele estava desempregado e aí falou com minha mãe que iria embora”.

Segundo Francielle, depois de aproximadamente de um mês morando na casa da meio irmã Jean foi despejado. “Logo que chegou aí ele estava bem, mas passou um tempo e ele ligou e falou para minha mãe que ela tinha colocado ele na rua”.

Ela acredita que a meia irmã tenha expulsado Jean porquê de um relacionamento. “Acho que ela tinha um rolo com um cara e levou ele para casa dela para mudar de vida, mas voltou com o marido dela e ele não aceitou ter um irmão dentro de casa e colocou ele para fora. A gente não sabe direito a história só que não passou um mês e ela colocou ele na rua”.

Francielle afirmou que o irmão conheceu uma senhora que alugou um kitnet para ele, mas pouco depois desapareceu. “Ela ligou e minha mãe falou que poderia alugar para ele que ela mandaria uma ajuda todo o mês. Depois disso ela voltou a ligar para a minha mãe falando que ele tinha ido embora. Ela é muito boa e sempre liga perguntando notícias dele, mas por aqui não temos notícias nenhuma”.

Segundo a família, Jean Carlos veio para Guarapari para morar na casa de uma meio irmã. Foto: Arquivo Pessoal

A irmã relatou que Jean é usuário de drogas, mas não sabe se essa pode ter sido a causa do seu desparecimento. “Ele é usuário de drogas, mas aqui a gente estava ajudando e ele estava numa boa. Não usava e estava bem com a família”.

Ela contou ainda que a família já fez o que pode em busca de informações sobre o paradeiro de Jean. “A gente mora muito longe e não temos condições de ir para o Espírito Santo, mas fizemos o cadastro no CRAS de Lorena e o boletim de ocorrência na delegacia. Por último, um jornal daqui veio nos ajudar fazendo uma reportagem e colocou na internet”, disse Francielle.

“Está todo mundo péssimo. Minha mãe não dorme e não fica em paz por saber que o filho está na rua e sem saber onde está direito. É um grande sofrimento. Tudo que a gente mais quer é saber se ele está vivo.  Se está bem. Independente da notícia, todo mundo quer saber”, desabafou a irmã.

Informações. Quem tiver informações sobre o Jean pode entrar em contato com a família através do telefone (12) 99662-3168 ou com a polícia através do Ciodes (190) ou ainda pelo Facebook da mãe de Jean, Irene de Fatima Oliveira Oliveira, ou da cunhada Caroline Silva.

 

Deixe seu comentário

Comments are closed.