A Justiça Eleitoral intimou o dono de uma residência em Guarapari a remover os escritos “#ForaEdson” de sua parede. Em denúncia, Edson alegou que a mensagem adesivada na casa “representa nítida propaganda irregular” em ataque ao atual prefeito e candidato à reeleição.

O argumento de irregularidade da “propaganda” foi de que o anúncio possuia mais de 0,5 m². De acordo com o documento, o proprietário Anderson Arpini deve retirar a antipropaganda ao atual prefeito, sob pena de multa de R$ 1000 diários.

O argumento de irregularidade da “propaganda” foi de que o anúncio possuia mais de 0,5 m².

O mandado de intimação do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo ainda determinou que o dono da residência “se abstenha de continuar a promover sua divulgação e de qualquer outra propaganda na fachada do imóvel em desconformidade com a legislação eleitoral”.

Em conversa com a equipe do Portal27, Anderson afirmou que não concorda com a decisão do juiz eleitoral, mas respeita. O dono da residência, porém, acredita que tem direito à liberdade de expressão, mas que vai retirar o adesivo e buscar outras formas de se manifestar contra o atual prefeito. “Vou trabalhar o #ForaEdson, eleitor por eleitor. Vou ser agora um soldado para explicar para as pessoas o porquê do #ForaEdson. Vou mostrar nas ruas que ele não cumpriu nenhuma das promessas de campanha dele”, conta Anderson.

Deixe seu comentário