Quem esteve no Centro Municipal de Saúde nesta sexta-feira (13) em busca de atendimento ou medicamentos foi informado que deve voltar outro dia. O motivo não foi o feriado prolongado, mas um furto de fios de cobre que deixou a unidade sem energia.

Na entrada do Centro Municipal de Saúde um cartaz explica que o atendimento foi suspenso pela falta de energia causada pelo furto dos fios. Foto: Rafaela Patrício

A dona de casa Maria Passos, de 38 anos, esteve na unidade para vacinar sua filha de 12 anos, realizar um exame e agendar uma consulta mas precisou voltar para casa sem nada disso. “Eles não estavam realizando nenhum tipo de atendimento por conta dessa falta de energia causada pelo roubo dos fios. Fiquei decepcionada, chocada. É uma situação que nem dá para acreditar e a gente não espera isso nunca”.

Ela relatou ainda que precisava de um calmante que não conseguiu receber. “Não tenho mais o medicamento e vou ter que aguardar até segunda-feira. Sem ele eu não durmo. Estou fazendo o tratamento com o psiquiatra contra três tipos de transtorno e agora corro esse risco de ter uma crise de estresse”.

A técnica de enfermagem e cuidadora de idosos Sueli Ferreira Matos, tem problemas cardíacos e esteve na unidade de saúde em busca de um medicamento, mas não conseguiu receber o remédio. Ela ficou indignada ao saber que o local não está funcionando porque foi vítima da ação e bandidos. “É um absurdo, um horror. Um posto de saúde ficar sem funcionar porque alguém roubou os fios. Nós não temos segurança”.

Sueli teve que voltar para casa sem o medicamento para problemas cardíacos. Foto: Rafaela Patrício

Um funcionário da unidade de saúde, que preferiu não ser identificado, contou que o furto foi descoberto hoje pela manhã quando a equipe chegou para o trabalho e constatou a falta de energia. “Quando verificamos o padrão descobrimos que alguém tinha arrombado a caixa de eletricidade, cavado e arrancado os cabos de eletricidade. Então tivemos que suspender o atendimento porque sem eletricidade não tem como despassar remédios de farmácia e fazer atendimentos dentro de consultório porquê da escuridão”.  

Ele ressaltou que a falta de energia colocou em risco os medicamentos que precisam de refrigeração. Segundo ele, caso esses medicamentos estragassem o prejuízo seria de mais de R$ 100 mil. “Certamente estamos sem energia desde ontem à noite e como em toda unidade, o Centro Municipal tem uma série de geladeiras que guardam vacinas. Então nossa primeira preocupação foi conservar esses medicamentos e por isso, nós transferimos essa medicação para outras unidades para tentarmos fazer o reparo”.

Os cabos de eletricidade foram cortados para a retirada dos fios de cobre e com isso a unidade de saúde ficou sem energia para realizar atendimentos. Foto: Whatsapp.

“Quem faz esse tipo de ação causa um prejuízo a cidade como um todo porque as pessoas que precisam de atendimento e as que vem atrás de medicamentos não tiveram como ser atendidas. Ainda corremos o risco de perder parcialmente o estoque que é para atender toda essa região”.

De acordo com o funcionário, está já é a quarta unidade de saúde da cidade vítima da ação de criminosos e há 15 dias o local já havia sido furtado. “Eles arrombaram a báscula do banheiro e levaram a televisão de 42 polegadas. Este era um equipamento que seria usado na campanha de conscientização do Outubro Rosa e fazia parte do projeto de informatização da unidade”.

Após o assalto, a segurança do local será reforçada. “Já conversamos com a empresa responsável pelo alarme e vai ser colocado um equipamento que vai alertar quando tiver a queda de energia”.

Há 15 dias a tv de 42″ da unidade que seria usada na campanha Outubro Rosa também foi furtada. Foto: Rafaela Patrício

Ainda de acordo com ele, o problema da energia já foi resolvido. “Nós conseguimos o material para fazer o reparo dentro da prefeitura mesmo e com o apoio da Escelsa acabamos de conseguir restabelecer a eletricidade. Mas como houve essa dispersão de medicamentos, agora vamos remanejar o que foi para as outras unidades de volta para cá então o atendimento aqui só volta na segunda-feira”.

Segundo o funcionário, a ocorrência já foi registrada e agora eles buscam localizar os criminosos. “Nós já comunicamos ao nosso videomonitoramento para ver se consegue localizar alguma coisa porque temos câmeras na Avenida F e na Rua da Marinha. Pela quantidade de material roubado ou o sujeito veio com um carro ou não tem como quem estava na rua não ter visto porque os cabos são grandes e o equipamento é pesado”.

Os cabos de eletricidade já foram consertados e na segunda-feira o atendimento no Centro Municipal de Saúde será restabelecido. Foto: Rafaela Patrício

Quem tiver informações que possam ajudar pode ligar para a polícia através do Ciodes (190) ou o Disque-Denúncia (181).

Deixe seu comentário