Banner TOP
JB Padrão

Ver vans que transportam passageiros sem autorização em Guarapari já é rotina. Diariamente é possível flagrar veículos em condições duvidosas transportando aqueles se aventuram em entrar nos veículos.

Em novembro do ano passado um estudo foi feito sobre este problema e entregue a vários órgãos de fiscalização, municipais e estaduais.

Os resultados apontam para uma perda anual na arrecadação do município em mais de R$ 285 mil. Sem falar nos impostos estaduais e federais que deixam de ser arrecadados.

O relatório, que foi feito antes do verão, registrou 16 veículos atuando no transporte de passageiros sem autorização. Consultando as placas, foi possível ter uma outra dimensão do problema, já que muitos estão sequer, com a documentação em dia. 

Muitos ainda se lembram do caso da adolescente que trabalhava de cobradora em uma van clandestina e acabou caindo dela e ficando em coma. As matérias podem ser conferidas aqui e aqui.

O levantamento também calculou quanto de Imposto Sobre Serviço (ISS) a prefeitura deixa de arrecadar com o transporte clandestino de passageiros.

Se fossem recolher o imposto, (como qualquer empresa que presta serviço faz), a prefeitura receberia R$ 285 mil por ano. Este é o valor que corresponde a 5% do imposto.

O cálculo foi feito a partir da seguinte premissa:

Se cada van faz em média 20 viagens por dia, com 16 passageiros pagando o preço normal de passagem, somando o faturamento das 16, chegamos ao valor de R$ 476.160,00 por mês. Por ano, o valor chega a incríveis  R$ 5.713.920,00, ou seja, quase R$ 6 milhões. Em uma conta simples, 5% deste valor representa pouco mais R$ 285 mil.

As ações de fiscalização vão continuar até o carnaval. foto: João Thomazelli/Portal 27

Durante algum tempo, uma parceria entre Polícia Militar, Polícia Civil   e Secretaria de Fiscalização da Prefeitura de Guarapari, faziam operações semanais e levavam para delegacia os motoristas das vans, que eram autuados por usurpação de função pública, mas sem guincho e pátio autorizado pelo Estado para reter o veículo, atualmente as fiscalizações ficam apenas na multa e liberação do veículo e do motorista.

Ações

No último dia 24 de janeiro, uma ação conjunta entre fiscalização municipal e PM de trânsito multou 12 veículos que transportavam passageiros de forma irregular no Centro de Guarapari. As ações são contínuas, mas ao que parece o problema só vem crescendo nos últimos meses, principalmente na alta temporada, que começa depois do Natal e segue até o fim de janeiro.

A prefeitura explicou o seguinte:

A Secretaria Municipal de Postura e Trânsito tem realizado ações de combate ao transporte clandestino de passageiros com o apoio da Polícia Militar.

Na última ação, realizada no dia 24 de janeiro de 2019, foram abordados 12 veículos do tipo Van. Na ação veículos foram autuados por transporte clandestino, licenciamento vencido e excesso de passageiros.

Outras ações serão realizadas, porém, as datas não podem ser divulgadas, visando garantir o sucesso dessas operações”, disse a prefeitura através de nota.

Banner Marcelo
Camara Municipal de Guarapari – Participe
Institucional Basic Idiomas

Institucional MAllagutti

18 COMENTÁRIOS

  1. Se fosse legalizar as vans, os propietários teriam q fazer um investimento q acredito eu, q a maioria não teria condições de arcar com os custos, pois para se explorar um serviço legalizado de transporte de passageiros o custo é alto

  2. A prefeitura quer que o povo fiscalize e se poder recebem e deposite na conta da prefeitura. Os secretários estão cansados. Esse valor não é nada em relação a outras coisas: tem aluguél de secretaria na praia do morro, será que em outro bairro não é mais barato? O CRAS na praia do morro, numa casa pertinho da praia, pra que serve? Nunca vi Alguém ser atendido lá.

  3. Enquanto a Lorenzuti ser a unica empresa de ônibus e fazer seus usuários de idiota infelizmente o tranaporte clandestino vai continuar… Quem depende de ônibus ta se lascando e a prefeitura não ta preocupada se não ra arrecadando que se lasquem é menos dinheiro pra ser gasto a toa

  4. A solução é bem simples. Basta prender as Van´s, prender os motoristas, prender os proprietários e multar cada proprietário da Van em R$ 285 mil. Somente não resolve definitivamente quem não quer resolver.

  5. Ficar esperando ônibus pode, mais as Vans incomandam, deuza o povo trabalhar, bices não tem ônibus suficiente, guarapari no verão é péssimo os transportes.

  6. Engraçado, nao querem deixar os caras trabalharem mas nao fiscalizam a lorenzutti que pinta e borda na cidade, esses dias eu fiquei 1 hora e quinze minutos no ponto esperando aquele lixo de onibus. Legalizem a categoria cobrando impostos e pronto, querem coibir as vans mas nao dao suporte a populaçao que sofre com o descaso de 1 unica empresa que existe por aqui, se as vans existem é pq o serviço de onibus é insuficiente, mas o prefeito ta cagando e andando pra essas questoes. Daqui a 3 anos votem no Edson denovo, aproveitem e peguem tb o seu diploma de burro.

  7. Sei que van clandestina é errado,porèm atende a população,ajudando com que os trabalhadores n cheguem atrasados nos serviços,pq essa Lorenzutti aí não está com nada,não atende nem metade da população,não cumprem horários e rodam sempre lotados,oferecendo risco para os passageiros,acho um absurdo pagar passagem para ir em pé pq os bonitinhos não dao conta, preferir faça alguma coisa,para de ganância c dinheiro e começa a agir dando trabalho para quem quer trabalhar,regularize essas vans,faça o que vc me fez nesse seu mandato,de que adianta manter uma empresa apenas se ela não consegue dar conta? Acorda para a vida,já que não cuidou das ruas dos bairros que quando chove vira chiqueiro cuide pelo menos das pessoas que colocam vc no poder e querem apenas poder sustentar sua família para nao passar necessidade! #acordaprefeito

  8. O poder público é responsável por fiscalizar toda essa irregularidade. Medidas de prevenção tem que ser tomada ao invés de medidas corretivas. Medidas corretivas, são aquelas que são adotadas após uma fatalidade acontecer com essas vans caindo os pedaços circulando livremente pela cidade. O país já passa por tantas tragédias acontecendo, não esperem acontecer aqui em nossa Guarapari.

  9. Deixa trabalhar quem quer trabalhar. A prefeitura deveria se ocupar é com a empresa de onibus que precariamente serve aos que precisam.

  10. Todos errados, a prefeitura, a Lorenzutti, os vanzeiros. Não se pode regularizar as vans por conta da concessão dada a Lorenzutti, e também a regularização não criará empregos, pelo contrário, vai inviabilizar a Lorenzutti que demitirá seus empregados. A prefeitura conversa, conversa e não fiscaliza as vans clandestinas, não fiscaliza a Lorenzutti que faz o que quer, não cumpre horário, ônibus sucateados, lotados… enfim tudo errado.

  11. Essa empresa e pessima a lorenzuti . Estava em Setiba em janeiro fiquei horas perto da igreja esperando o ônibus para ir para Guarapari eu e várias pessoas . Os motoristas não estavam indo la . Peguei a van lógico

  12. Esses 285 mil está sustentando várias famílias , todos sabem q a cidade está ruim de emprego !!! Infelizmente Guarapari não tem gerado muitos empregos !!!!

  13. Um Município que tenta prosperar a base de impostos é como um homem com os pés num balde tentando levantar-se puxando a alça. Talvez seja por causa do dinheiro não arrecadado das Vans Clandestinas que o Hospital e tantas outras obras necessárias não existe? Ou será para fazer as grandes obras já realizadas até aqui como : Gaiola da Praça Philomeno Ribeiro, o dinheiro público doado ao Coral, Banheiro Chic com Ar Condicionado , etc..? Ajudem aí pessoal das Vans a arrecadação para fazer mais obras iguais a essas!

  14. Deixa de arrecadar porque o secretario de Postura e Trânsito é burro. Por que não legaliza as pessoas que querem trabalhar cobra lá o que tiver que cobrar. Mas deixa o povo trabalhar. Já está mais do que provado que a Expresso Lorenzutti não dá conta do recado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here