O município de Guarapari registrou nestes primeiros quatro meses do ano 174 casos de suspeita de dengue. A informação é da Secretaria de Saúde da cidade.

O número, apesar de alto, reflete uma redução de 40% em relação ao mesmo período do ano passado. Se comparado com 2013, quando foram registradas 1506 notificações, a queda é ainda mais acentuada.

Coletiva
A secretaria de saúde realizou entrevista coletiva para falar sobre o combate à dengue no município. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Mas, apesar da diminuição nos números de casos da doença, a população deve ficar alerta e não descuidar. De acordo com a prefeitura, em 80% dos casos de dengue, a contaminação acontece dentro de casa. Isso quer dizer que o combate ao mosquito transmissor da doença deve acontecer dentro das residências e quintais.

Até agora o bairro que mais teve notificações da doença foi o São Gabriel, com 41 notificações e 22 casos da doença confirmados. Em seguida vem Kubitschek, com 21 notificações e três casos confirmados e Praia do Morro com 12 notificações e 04 casos confirmados.

A diferença entre notificações e casos confirmados ocorre porque quando o paciente chega na unidade de saúde apresentando os sintomas, é feito a notificação da suspeita de dengue, mas o paciente tem que retornar em 12 dias para coleta de sangue para confirmar se teve ou não a doença e na maioria das vezes ele não volta.

A secretária municipal de saúde, Aurelice Vieira Souza contou, durante coletiva de imprensa realizada na tarde de hoje, que a cidade não passa por uma epidemia de dengue. “Não existe situação de epidemia, mas a população não pode deixar de cuidar de suas casas, vasos de plantas e outros locais onde tem água parada. São nestes locais que o mosquito se reproduz” alertou a secretária.

Deixe seu comentário