Três presos, um baleado, um revólver e um veículo cheio de marcas de tiro. Este foi o saldo de uma ocorrência policial na tarde de hoje em Guarapari. Os detidos estavam em um veículo e que se recusaram a parar durante uma tentativa de abordagem da polícia.

No começo da tarde desta quarta-feira (02), por volta das 13h30, policiais militares deram ordem para que um veículo Citroen C4, placas KXT-5685, parasse na altura do bairro Lameirão. O motorista do veículo, identificado como Darlei Silva Bonfim, 34 anos, não obedeceu à ordem e saiu em disparada sentido Centro.

Um dos tiros dos policiais atingiu a porta do carona e o pé de um dos suspeitos. Foto: João Thomazelli/Portal 27
Um dos tiros dos policiais atingiu a porta do carona e o pé de um dos suspeitos. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Os policiais acompanharam o veículo e outra radiopatrulha, que seguia no sentido contrário, fez um bloqueio na rodovia Paulo Borges para interceptar o veículo. Os policiais ficaram na frente do carro e e deram ordem de parada.

O revólver estava com um dos ocupantes do veículo. Uma munição estava deflagrada. Foto: João Thomazelli/Portal 27
O revólver estava com um dos ocupantes do veículo. Uma munição estava deflagrada. Foto: João Thomazelli/Portal 27

Ao se ver encurralado, um dos caronas do veículo, Samuel Almeida Rosa Vieira, 34, efetuou um disparo de revólver na direção dos policias, que revidaram. Vários tiros atingiram o C4 e um deles atingiu a porta do carona quando o veículo entrou em uma rua e acabou atingindo Samuel no pé. Nenhum policial se feriu.

O carro então parou e os ocupantes se renderam. Os policiais encontraram a arma usada, um revólver calibre 38 com seis munições, sendo que uma estava deflagrada. O C4 ficou com marcas de tiro no para-choque, na porta dianteira do carona e no capô. O veículo pertence à mãe do motorista.

O terceiro detido foi Paulo Roberto Almeida Rosa Vieira, 20 anos. Para a polícia, o atirador disse que comprou a arma na feira de Aribiri, vila Velha, para se defender, mas não explicou porque atirou nos policiais. Ele foi encaminhado para um hospital da Grande vitória e depois será conduzido para a delegacia de Guarapari.

Saturação para coibir tiroteios

Desde a última segunda-feira (31), foram registrados pelo menos três tiroteios entre grupos rivais de criminosos em três bairros de Guarapari. O primeiro foi registrado na noite de segunda-feira, quando vários homens armados em um carro preto, dispararam contra pessoas que estavam em um local conhecido como Carroça, no bairro Ipiranga. Na manhã seguinte, teve mais tiros, desta vez em uma região conhecida como Matinha, também no Ipiranga. Já na noite de ontem vários tiros foram disparados no bairro Adalberto simão Nader.

A polícia está abordando carros suspeitos para tentar coibir tiroteios em bairros da cidade. Foto: João Thomazelli/Portal 27
A polícia está abordando carros suspeitos para tentar coibir tiroteios em bairros da cidade. Foto: João Thomazelli/Portal 27

“Para tentar coibir este tipo de ação, a Polícia Militar está fazendo um patrulhamento reforçado em vários pontos da cidade e abordando carros suspeitos. A abordagem que acabou com os três presos era por causa disso. Recebemos a informação de que homens em um carro preto havia ameaçado pessoas no Lameirão e ao avistar um carro com as mesmas características, os policias tentaram fazer a abordagem”, explicou o Sub tenente Wilson, da Polícia Militar.

Deixe seu comentário

Comments are closed.