O incêndio se alastrou muito rápido. Cerca de 2 quilômetros foram tomados pelo fogo.
O incêndio se alastrou muito rápido. Cerca de 2 quilômetros foram tomados pelo fogo. FOTO: WICLER CARVALHO

Um incêndio de grande proporção destruiu cerca de dois quilômetros de área do Parque Estadual, Paulo César Vinha em Guarapari. Os bombeiros foram acionados por volta das 14h30. O fogo logo se alastrou pelo parque. Uma equipe do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo (NOTAer-ES), foi acionada para reforçar o combate à chamas.

A região com cerca de dois quilômetros foi devastada pelas chamas que atingiram uma área de vegetação formada em sua maioria por mata atlântica. As chamas puderam ser vistas até no bairro Lameirão, mais de 15 km do foco do incêndio. Moradores ficaram assustados com toda fumaça que atingiu vários bairros da cidade.

O corpo de bombeiros com a ajuda do harpia 02, trabalharam para combater o incêndio.
O corpo de bombeiros com a ajuda do harpia 02, trabalharam para combater o incêndio. FOTO: MARCELLA LUCCI

Em conversa com o corpo de bombeiros sobre as possíveis causas do incêndio, eles afirmaram a nossa equipe, que ainda é muito cedo para criar qualquer hipótese sobre o que deu inicio ao fogo.  Questionado também sobre uma possível suposição de que o incêndio tenha começado através de uma guimba de cigarro, eles afirmaram que por ser uma região que está bem seca, qualquer resto de cigarro que for jogado no local, pode sim provocar uma grande queimada. Por se tratar de uma área de proteção ambiental, existem muitos animais na região que podem ter morrido ou estar muito machucados.

Segundo o Tenente Coronel Caus do NOTer, cerca de 24 mil litros de água foram despejados pela equipe de transporte aéreo no local. Ele afirma que o vento teve uma grande contribuição para a dificuldade de apagar as chamas. “Nós tivemos algumas dificuldades para conter a chamas porque o vento estava fazendo com que o fogo e a fumaça se alastrassem rapidamente”. Afirma Caus.

As equipes do corpo de bombeiros estão no local apagando os últimos focos do incêndio.

Veja mais fotos

Seguralta2

Deixe seu comentário