Uma moto Honda Bros 160 vermelha e branca com placa PPV- 5183 foi furtada por volta das 17h40 desta quinta-feira (07), na Praia das Castanheiras.

A moto furtada era uma Honda Bros 160 vermelha e branca com placa PPV- 5183. Foto: Ilustrativa

O veículo pertence a Luana da Silva Oliveira, de 28 anos. Ela contou que deixou a moto estacionada em frente a academia onde estava malhando e que só descobriu o furto porque uma amiga viu pela janela que o veículo não estava mais no local.

O crime foi flagrado pelas câmeras de videomonitoramento da academia e pelas imagens foi possível ver que a moto foi levada por dois rapazes. “Um deles veio andando com o capacete na mão, subiu na moto e saiu com ela. Foi muito rápido e parecia que minha chave estava na moto. O que subiu na moto era moreno, estatura média, nem muito gordo nem muito magro e estava de blusa de frio e boné. O comparsa dele não deu para ver direito”.

A jovem contou que quando chegou para malhar viu os dois, mas não desconfiou deles. “Aqui sempre tem jovens sentados no calçadão então não levantou suspeita nenhuma, mas acredito que como estou todos os dias estou no mesmo horário na academia, eles já haviam passado antes e visto a moto”.

Sistema de videomonitoramento da academia flagrou o momento do furto.

Luana relatou que comprou a moto há apenas 7 meses e que falta pagar 29 parcelas. Ela está desempregada e o veículo seria usado para um novo emprego que a jovem tinha em vista. “Eu consegui um emprego como vendedora externa e iria precisar dela. Agora só Deus”.

Extorsão. Após o furto, a proprietária do veículo ainda sofreu uma tentativa de extorsão. “Ligaram para o celular da minha mãe falando que era uma pessoa que tinha comprado a moto, mas não sabia que era roubada e queria R$ 1.500,00 para devolvê-la. Eles queriam marcar em um posto de gasolina para eu ir levar o dinheiro e eles iriam abandonar a moto em algum lugar”.

Ela já registrou a ocorrência e quem tiver informações que ajudem a localizar o veículo pode entrar em contato com a polícia pelo 190 (Ciodes) ou 181 (Disque-Denúncia), neste último não é preciso se identificar.  

Deixe seu comentário