O assalto a pizzaria que resultou no sargento da PM baleado, foi planejado momentos antes pelo Facebook. A informação é da Polícia Civil que concedeu entrevista coletiva ontem (17). O delegado Marcelo Santiago, a frente das investigações pela Delegacia Especializada de Investigações Criminais (DEIC), declara que o menor de 16 anos usou inclusive, o celular do padrasto, um pedreiro de 40 anos.

“O objetivo inicial deles era roubar a pizzaria. Eles queriam efetuar um roubo e isso foi acordado momentos antes da ação por um aplicativo de mensagens de uma rede social. Eles combinaram, se encontraram e efetuaram. O policial militar se encontrava lá e acabou tendo esse desfecho”, explicou o delegado. Veja a entrevista. 

Justiça. Os dois menores serão apresentados hoje, ao promotor da Vara da Infância e da Juventude de Guarapari, e posteriormente serão encaminhados para a Unidade de Internação Provisória, em Cariacica, onde ficarão pelo tempo máximo de três anos.   

O menor de 16 anos não tinha passagens pela polícia. Já o de 17, que atirou no policial, é acusado de também ter atirado em outro militar no Rio de Janeiro, e confessou que matou líder comunitário de Guarapari.

Comments are closed.