A senadora Rose de Freitas (PMDB-ES) marcou audiência e solicitou ao ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, nesta quarta-feira (21), ação do governo Federal para socorrer os municípios capixabas que foram prejudicados pelas recentes chuvas no Estado.

Na reunião, que aconteceu no próprio ministério, a senadora foi acompanhada do prefeito de Castelo, Jair Ferraço (PSD). Eles apresentaram o panorama assustador das consequências das tempestades: 300 famílias desalojadas, cidades destruídas e mortes.

Iconha foi uma das cidades mais atingidas pelas chuvas no Estado.

O ministro assegurou que vai liberar recursos para o socorro imediato e, em seguida, para a recuperação dos municípios atingidos. Barbalho ressaltou ainda contar com a orientação do presidente da República, Michel Temer, para dar atenção especial às cidades capixabas.

“Ao lado da senadora Rose, quero reportar a solidariedade do governo Federal, a orientação do presidente Temer para que possamos estar juntos do povo do Espírito Santo, fazendo com que as ações de Defesa Civil do governo Federal somem-se às ações municipais e estaduais, para que possamos minimizar o sofrimento e dificuldades do capixaba”, afirmou o ministro.

“E aqui (na reunião) estabelecemos o compromisso de, recebendo as propostas das prefeituras e do governo do Estado, nós haveremos de disponibilizar recursos para, emergencialmente, darmos tranquilidade e solução aos problemas enfrentados com as chuvas. Além disso, vamos disponibilizar recursos para, no momento seguinte, fazermos reconstruções das áreas atingidas”, concluiu Barbalho.

Na reunião, que aconteceu no próprio ministério, a senadora foi acompanhada do prefeito de Castelo, Jair Ferraço (PSD).

Também durante a reunião, o prefeito Jair Ferraço apresentou sua avaliação do prejuízo financeiro que as chuvas causaram a Castelo. O chefe do Executivo estima que os danos estão em torno de R$ 3 milhões, na soma com as catástrofes de 2009, também causadas pelas tempestades.

Além de Castelo, outras 19 cidades capixabas foram prejudicadas pelas chuvas. São elas, segundo o Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, Renato Nilton Ramlow: Colatina, Muniz freire, Itarana, Mimoso do Sul, Rio Novo do Sul, Alfredo Chaves, Cachoeiro de Itapemirim, Presidente Kennedy, Jerônimo Monteiro, Anchieta, Linhares, Afonso Cláudio, Baixo Guandu, Alegre, Conceição do Castelo, Iconha, Piúma, Guarapari e Brejetuba.

Para que situação de emergência ou estado de calamidade pública sejam reconhecidos pelo governo Federal, os municípios precisam enviar informações por meio do Sistema Integrado de Informações Sobre Desastre (S2ID). O ministro ressaltou que o registro por esse caminho é importante para agilizar a liberação de recursos.

Deixe seu comentário

Comments are closed.