Carros estacionados dos dois lados da via na Rua Carlos Santana, no Centro, levaram o bancário, Cláudio Pinto, a fazer uma denúncia à procurar o Portal 27. Ao longo de toda rua não é permitido o estacionamento de veículos, mas é possível ver no vídeo feito da janela da casa de Cláudio, que muitos motoristas não respeitam a determinação.

“A lei só vale para os outros, quando é para si só vale o que lhe convém. As pessoas querem estacionar o carro e andar dois passos para chegar no seu destino, sem pesar nada. Dia de feira é ainda mais intenso”, diz.

Ele reclama que há cerca de 15 dias a Fiscalização da prefeitura, não vem atuando no local. “Há um tempo atrás pelo menos todo dia de feira eles estavam aqui. Já tem duas semanas que ninguém aparece e rua fica desse jeito”, comenta.

Carlos relata os problemas vindos dos carros estacionados em local proibido. “Como é uma rua de muito movimento, esses carros atrapalham o trânsito toda hora e para a gente que mora aqui é buzina o dia toda. Sem falar nos ônibus que ficam esperando carro sair para poder fazer a curva. Esses dias uma ambulância teve que esperar um motorista chegar para conseguir passar”, ressalta.

Na rua Carlos Santana, onde é proibido o estacionamento de veículos , há sinalização antiga no asfalto indicando a permissão.

Ele critica a sinalização do local. “Não que seja desculpa, porque morador de Guarapari já sabem que aquela rua não se pode estacionar. Há 4 placas de pare ao longo da rua, mas no chão ainda estão aquelas faixas brancas indicando que ali pode estacionar e para quem não é daqui pode ficar confuso”,

Outra reclamação do bancário é quanto a inexistência de uma faixa de pedestres. “Na rua toda não tem nenhuma faixa de pedestres. Meus sogros são idosos e fica quase impossível atravessar ali. Tem que contar somente com a boa vontade de algum motorista educado. Além de não ter sinalização de faixas no asfalto, depois da rua da feira não tem nada, o motorista fica sem saber se tem duas faixas parra andar, se é uma só. Essa rua recebe muitos carros e está muito confusa”, conclui.

O Portal 27 procurou a prefeitura, que através de nota, informou que “A Secretaria de Postura e Trânsito segue atuando com seus agentes. A pintura na via será removida em breve, porém, cabe ao condutor observar a sinalização de regulamentação, a vertical. Sinalização que serve para efeitos de fiscalização.
O trecho é de responsabilidade do DER. Assim que for realizada a revitalização da sinalização será realizada a implantação de faixa e/ou semáforo no local”, disse a prefeitura.

Comments are closed.