A manhã de hoje (21), foi de manifestação e protesto na sede da prefeitura de Guarapari. Com faixas, cartazes, apitos e até tampas de panelas, moradores de algumas regiões rurais de Guarapari faziam bastante barulho e cobravam do prefeito, mais cuidados com as estradas e os acessos as comunidades que ficaram praticamente intransitáveis com as últimas chuvas.

Veja o vídeo:

A Andreia Arpini é umas das manifestantes. Toda sua família é de lavradores de Rio Claro e  ela comenta das dificuldades que os moradores da região tem passado. “Produzimos banana, café e cacau. Muitas vezes não conseguimos passar com a produção por causas da estrada, quando chove meu marido tem que andar 30 minutos com as caixas nas costas para poder descer com a produção. Quando o carro passa, a estrada é tão ruim que amassa as bananas e é preciso vendê-las a baixo do preço. Sem falar nas crianças, desde a última chuva forte as crianças ficaram 3 dias sem ir a escola, por que não conseguem chegar lá”, comenta.

O parlamentar, Marcos Grijó, estava a frente do protesto. Ele também é morador da região de Rio claro e faz parte da Comissão da área norte de Guarapari. O vereador afirma que a comissão vinha tentando diálogar com a prefeitura para tentar solucionar o problema, mas não foi atendida. “Montamos uma comissão e nos reunimos 3 vezes, na última, que aconteceu na quinta passada,  a prefeitura se comprometeu a enviar um representante. Havia 150 pessoas aguardando por ele, mas ninguém da prefeitura apareceu. Então resolvemos ir lá bater na porta e só saímos como uma resposta”, conta.

O protesto reuniu moradores da região rural de Guarapari que pediam melhorias nas estradas. Foto: Wilcler Carvalho.

Grijó fala que a área rural de Guarapari pede socorro. “A área rural representa 80% da cidade, são mais de 600 quilômetros  de estradas chão em péssimas condições e o município só tem 2 patróis, 2 retroescavadeiras e 1 caminhãozinho. Não dá conta de atender toda região. A região agrícola de Guarapari precisa de mais atenção, está sendo deixada de lado.Há um ano a secretária de Agricultura não vai na região norte. A péssimas condições das estradas atrapalham o escoamento da produção agrícola, crianças frequentarem a escola, uma infinidade de consequências”, lamenta.

Resultado. Após as manifestações na recepção e em frente a prefeitura, uma comissão de moradores e alguns vereadores foi chamada para uma reunião dentro da prefeitura. Grijó comenta o resultado.  “Conversamos com o secretário de Obras e, no final, com a de Agricultura. O prefeito não estava lá, mas se comprometeu em se reunir com a comissão na próxima semana”, diz.

Após a reunião, o secretário de obras de Guarapari, Emanuel de Oliveira Vieira, afirmou que “a gente realmente reconhece que tem problemas, que precisa melhorar. Para isso o município vem contratando mais caminhões, para que a gente consiga melhorar esse atendimento. No caso específico da reunião, ficou acordado que nós vamos até as comunidades para identificar os pontos críticos e trabalhar em cima deles para corrigir”, disse o secretário afirmando que esses serviços devem ser feitos na próxima semana.