O final de semana foi extremamente violento na cidade saúde. Foram três mortes na madrugada de sábado (7) para domingo. No sábado à noite dois homens foram mortos na rua Horácio José Simões, da Praia do Riacho, em Guarapari.

Tião
Silvenil Zeferino Vieira morreu no local.

De acordo com informações apuradas por nossa equipe no bairro, os dois homens não teriam envolvimento com tráfico. Silvenil Zeferino Vieira de 50 anos morreu no local, após ser alvejado na nuca e, Sebastião Ribeiro Coutinho de 37 anos ainda foi socorrido pela viatura policial e levada a UPA do município, mas não resistiu e veio a óbito logo após dar entrada na unidade.

Segundo os moradores, acontecia uma discussão entre Sebastião, e uma pessoa para quem ele teria vendido o veículo fox preto. Essa venda já aconteceu há algum tempo, mas o comprador, que não foi identificado, ainda não teria pago o valor cobrado pelo Sebastião. Muitas brigas por causa dessas cobranças, já vinham acontecendo.

Ele queria tomar o veículo de volta e o comprador não teria gostado das cobranças e começou a atirar em Sebastião e em seu amigo Silvenil. Silvenil morreu na hora, Sebastião correu mas foi atingido e levado para UPA do município, não resistindo e vindo a óbito. “Lamentável, dois pais de família mortos por vagabundos”, disse um morador do local.

Após a execução, os dois fugiram em direção ao bairro Nova Guarapari. A polícia ainda fez buscas pela região, mas não localizou o suspeito. A família de Sebastião ainda chegou a comentar com a polícia, que a pessoa que comprou o carro é do bairro Soteco, não sabendo identificar se seria o São Gabriel ou Bela Vista.

IMG-20140608-WA0007
Francisco de Assis de 54 anos é conhecido como Chicão, e foi preso em flagrante, logo após esfaquear o amigo em um bar.

Esfaqueamento. Ainda na noite de sábado uma briga entre dois homens, acabou em morte. Alcir Siqueira Filho de 45 anos, foi esfaqueado com um canivete, por um homem conhecido como Chicão. De acordo com as informações apuradas, eles estavam em um bar em Lameirão e entraram em briga corporal.

A equipe de reportagem conversou com Chicão.

Por que você matou o Alcir?

Eu não sabia o que estava fazendo, estava bêbado. No momento da briga, eu tinha um canivete no bolso, e acabei usando e machucando muito o Alcir, que era meu amigo.

Qual o motivo da briga?

Foi por causa de ciumes. (Mas esse ciúmes não teve explicações)

Qual o seu sentimento neste momento?

Eu estou arrependido pelo que eu fiz. Tanto eu, como ele, bebemos muito no bar. Éramos amigos. Foi mesmo uma fatalidade. Não sabia o que estava fazendo. E jamais poderia imaginar que mataria aquele amigo.

Depois de estar completamente ferido pelos golpes, a família de Alcir o pegou e levou para a UPA, mas ele não resistiu aos ferimentos, e veio a óbito duas horas depois de dar entrada na unidade.