A Bíblia traz diversas historias de mulheres corajosas, uma delas é Ester. Uma garota judia, órfã de pai e mãe é adotada por um primo chamado Mordecai. Morava na Persia, cujo rei era Assuero. Logo no inicio do livro de Ester nos deparamos com um movimento feminista promovido pela a rainha Vasti, que recusou-se a ser exibida pelo seu marido diante dos convidados de um banquete. Tal fato causou tanto constrangimento a corte, que provocou uma reunião extraordinária dos príncipes e líderes do império de Assuero exigindo uma atitude contra a rainha.

O rei, para nao ficar mal com seus conselheiros, promulgou uma lei que cada homem fosse senhor de sua casa e a rainha Vasti? Como poderíamos imaginar…foi deposta!

Após a deposição da rainha, depois que o rei curou a dor de cotovelo e sua ira, lembrou-se de que a rainha precisava ser substituída. Iniciou um “concurso” para descobrir uma mulher que estive a altura do rei, mas que não causasse tanta polemica quanto Vasti.

Durante 1 ano, as jovens eram tratadas com cremes de embelezamento (um spa de luxo) e então eram levadas ao rei. Em meio a estas jovens, estava Ester, uma jovem de muita beleza e formosura. Ester agradou ao rei e tornou-se a nova rainha, mas em momento algum ela declara ao rei que era judia.

De tempos em tempos na história da humanidade, levantam-se homens como Hitler, Sadam Husseim ou Pinochet. Naquele período levantou-se um homem chamado Hamã que queira exterminar todos os judeus. Como era homem de confiança do rei, o próprio Assuero assinou um decretou que no dia 13 do mês de adar, todos os judeus deveriam ser exterminados e seus bens saqueados.

E é neste ponto da história que encontramos Mordecai tentado convencer a rainha Ester a interceder junto ao rei pelo seu povo.

A situação de Ester parecia segura, de órfã a rainha, de judia desprezada a rainha de um império.

“Não imagines que, por estares na casa do rei, só tu escaparás entre todos os judeus” (Ester 4:13). Por mais seguros que estejamos, a humanidade é frágil, sujeita a tempestades, mudanças, reviravoltas. Este fato é incontestável.

Toda mudança gera desequilíbrio, tira do eixo. Se esta mudança é uma grande tempestade então fará brotar a ira, o choro, a raiva seja contra as pessoas ou contra Deus, a angústia.

O fato de sermos servos e servas de Deus não nos dá um passaporte para a Ilha da Fantasia, onde todos os desejos serão realizados, onde estaremos a salvo de todas as intempéries da vida. Apesar de ser inaceitável, este é o fato inegável da existência humana.

Aconteceu com Vasti, de rainha a mulher desprezada. Aconteceu com Ester, uma rainha sem direito a expressar sua fé e dar a conhecer sua familia.

Mas Mordecai expressou muito bem o que pode acontecer com qualquer um de nós: “Quem sabe se para tal conjuntura como esta é que foste elevada rainha?” . Ester era a pessoa certa no lugar exato. Cada ser humano ocupa um lugar único na história e no universo. O Salmo 139 fala sobre a grandiosidade da formação humana, dos tecidos, ossos e pele sendo tecidos, crescendo no útero da mãe. Impressão digital, código genético, tudo isto demonstra que somos únicos. Deus nos fez especiais! Homens e mulheres, sem distinção! A Biblia diz que: “macho e fêmea os criou”, a sua imagem e semelhança! Com a mesma capacidade de pensar, sentir e se relacionar.

Ester foi escolhida por Deus, mas também tinha a possibilidade de viver comodamente, até o final dos seus dias. Mas, por ser uma mulher de fibra, ela decidiu arriscar tudo. Até mesmo a própria vida em amor de milhares de pessoas.

Deus tem uma tarefa especial que deve ser exercida por você!

Há sentimentos e histórias que somente você pode viver. Há um propósito de Deus na criação de cada ser humano. Apesar de haver um propósito inicial de Deus, Ele nos dá a liberdade de escolher o que devemos fazer, (Ester podia escolher).

Mordecai termina seu dialogo com Ester da seguinte forma: “Porque se de todo se calares agora, de outra parte se levantará para os judeus socorro e livramento” (v.14).

Este fato realça a soberania de Deus na história humana. Deus é Senhor da história. Sua mão move o mundo, mas ele não provoca o sofrimento!

As causa do sofrimento humano podem ser distinguidas em três direções:

 – a primeira se encontra na finitude de nossa existência e sua mortalidade;

– a segunda, no agir mau da pessoa humana;

– a terceira, sobre causas físicas sobre as quais não temos nenhuma influência.

Nosso sofrimento jamais será maior do que podemos suportar. Mordecai não fala no Senhor como aquele que os livraria, mas afirma que de algum modo Deus ordenaria o socorro a favor de seus filhos.

Deus não nos esqueceu! Não estamos sós, Ele caminha conosco através de nossa história, nos dando coragem, fortalecendo a nossa fé, ouvindo nosso clamor e respondendo nosso choro.

Existe uma historia a ser escrita e Deus precisa de Vasti e de Ester, ainda que tenham que pagar um alto preço pelas suas escolhas!

Que no Dia Internacional das Mulheres, todas nós, possamos enxergar o grande potencial que Deus colocou em nossas mãos.

Um grande abraço!

Veja também: Não comemore o dia interncional da mulher.

Deixe seu comentário