O assassinato da comerciante de Guarapari, Euzineia Loyola Baptista, de 50 anos, parece ter sido solucionado pela polícia. É que foi preso no final da noite de ontem (21), na cidade de Venda Nova do Imigrante, Alex de Almeida Barros, 42 anos, que estava fora de Guarapari desde que o corpo da comerciante foi encontrado dentro da piscina do sítio da família em Anchieta.

Prisão temporária. O delegado Luiz Carlos Pascoal fez o pedido de prisão temporária do homem, e o mandado de prisão foi emitido ontem pela 2ª Vara de Anchieta, onde o crime aconteceu. De acordo com a família, o namorado da comerciante foi a última pessoa que esteve com ela.

O assassinato da comerciante de Guarapari, Euzineia Loyola Baptista, de 50 anos, parece ter sido solucionado pela polícia.

O corpo de Euzineia foi encontrado na terça-feira (18), um dia após os dois saírem juntos. A comerciante foi encontrada por um vizinho do sítio, localizado em Guaimbê, interior de Anchieta. A vítima é dona de uma loja de roupas e moradora de Guarapari.

Telefones. O que causou estranheza para a família, é que o homem não atendia as ligações na segunda-feira, e disse que não estava com a mulher. “O celular da minha tia estava dando desligado. Ligávamos para o telefone do namorado dela, e ele passou a recusar as ligações. Fomos até a casa da mãe dele. A mãe dele ligou para o celular dele, e ele atendeu na hora, dizendo que estava em Alegre, e na terça-feira iria ajudar nas buscas. E quando foi na terça, ele não apareceu”, disse uma sobrinha da comerciante.