A Jornada Nacional de Lutas da Juventude surge da vontade de promover pautas mais amplas dos movimentos sociais de juventude .
A Jornada Nacional de Lutas da Juventude surge da vontade de promover pautas mais amplas dos movimentos sociais de juventude .

Jovens de Guarapari se unem para organizar e estão prestes a ver a realização de um antigo anseio das Organizações de Juventude. A Jornada Nacional de Lutas da Juventude surge da vontade de promover pautas mais amplas dos movimentos sociais de juventude em unidade, para promoverem ações descentralizadas, espalhadas por todo o Brasil, com uma pauta comum, visando à mudança e o desenvolvimento. “Este é o ano em que nós Jovens poderemos garantir e conquistar direitos, e trazer avanços. Por este motivo resolvemos nos esforçar para unir as juventudes organizadas com representatividade no nosso Município com o objetivo de envolver os jovens nos debates do nosso País, este será o primeiro evento de muitos que planejamos fazer durante este ano. Precisamos do apoio e participação de todos para garantir a pluralidade e a diversidade de ideias”, destacou Renan Cadais, Presidente da Juventude do PSB de Guarapari.

De acordo com ele, a sociedade brasileira vinha acompanhando as pautas de Juventude sempre muito divididas, movidas pelos mais diversos interesses, criando a falsa ideia, reforçada por alguns setores da mídia, de que a juventude brasileira não tem causa, não tem lado, e acima de tudo, não se mobiliza.

Uma das bandeiras desta jornada é a luta pela democratização dos meios de comunicação.
Uma das bandeiras desta jornada é a luta pela democratização dos meios de comunicação.

 Assim, mais de 20 movimentos se reuniram, em Brasília e lançaram o Manifesto que norteará as ações da Jornada ao redor do país. “A jornada foi criada a partir da demanda de diversas pautas das juventudes de todo o país, dentre elas a democratização dos meios de comunicação, pauta que a juventude de Guarapari escolheu para estudar e debater sobre. A democratização dos meios de comunicação é uma pauta de extrema importância, pois garante a informação e acesso das ferramentas para isso”, ressaltou Barbara Hora, Coordenadora de Movimentos Sociais da JPT-ES. Além da juventude do PSB e do PT, também estão envolvidas a Juventude do PV, Juventude do PSD JUEC, UNE e UJS.

Assim, mais de 20 movimentos se reuniram, em Brasília e lançaram o Manifesto que norteará as ações da Jornada ao redor do país.
Assim, mais de 20 movimentos se reuniram, em Brasília e lançaram o Manifesto que norteará as ações da Jornada ao redor do país.

Uma das bandeiras desta jornada é a luta pela democratização dos meios de comunicação, com a juventude participando ativamente de um novo marco regulatório para o setor, para que haja uma ampliação do acesso de diferentes vozes aos meios de comunicação em massa.

“Alguns vereadores se mostraram dispostos a ajudar e a Secretaria Municipal de Educação, de Guarapari, também tem entendido a importância e está nos apoiando”, destacou Renan.

Segundo eles, ter os direitos assegurados através da aprovação do Estatuto da Juventude é tarefa prioritária das Juventudes Brasileiras. Ocupar os espaços, entre os dias 25 de Março e 01 de Abril, para lutar por um País mais justo, livre e humano, é a tarefa de cada jovem, de cada cidadão, de cada Brasileiro.

Palestra

Tema: Democratização dos meios de comunicação

Palestrante: Suzana Tatagiba – Presidente do SindiJornalistas-ES

Data: 27/03/2013

Horário: 19 horas

Local: Auditório da SEMED

Publico alvo: Jovens, Autoridades, Estudantes, Mídia e Movimentos Sociais.

Deixe seu comentário