Na manhã desta terça-feira (14) a Polícia Civil apresentou todo material apreendido durante as operações realizadas ao longo da semana passada, quando a Polícia Militar não trabalhou e a cidade foi vítima de diversas ações de criminosos como saques, arrombamentos, assaltos e assassinatos.

Polícia Civil apresenta material apreendido em Guarapari durante paralisação da Polícia Militar na semana passada.

Ao todo foram apreendidas oito armas entre elas um winchester carabina 38; uma garrucha calibre 28; dois revólveres com calibres 32 e 38; uma arma calibre 380; uma 9 milímetros, que é de uso exclusivo das Forças Armadas; um revólver calibre 357 que é de uso restrito e uma arma de fabricação caseira. Também foram apreendidos 3 coletes balísticos,  tocas ninjas e aproximadamente 100 munições.

O delegado da patrimonial Marcos Nery falou que “a polícia conseguiu retirar diversos armamentos de grosso calibre das ruas, armas de uso restrito das Forças Armadas, armas de uso restrito, diversas munições com vários calibres, tudo para reprimir crimes contra a vida e o patrimônio dos cidadãos de Guarapari, inclusive, evitando atentados contra a vida de policiais militares e policiais civis”.

Além das armas, a polícia também apreendeu 12 quilos de drogas entre maconha e cocaína e recuperou diversos carros roubados entre eles estão uma caminhonete Amarok, uma Land Rover, um Fiat Estrada, um Voyage, um Prisma, um Fiat Uno, um Ford Ka, um Siena, um Gol, um Pálio.

Prisma recuperado pela Polícia Civil.

O delegado afirmou que estes veículos eram usados pelos bandidos para cometer outros crimes e prometeu prender mais traficantes. “Muitos veículos utilizados para cometer crimes foram recuperados, inclusive, uma Amarok que tinha sido roubada com uma criança dentro. Como estou falando, o bandido é covarde e a gente foi atrás e conseguimos apreender essa Amarok, derrubar o tráfico de drogas porque nós apreendemos essa droga toda deles e vamos atrás até o final para pegar todos os responsáveis, não só os responsáveis pelo roubo. Mas, inclusive, os traficantes que são donos do morro”.

Diversas peças de roupas foram recuperadas e as lojas estão sendo avisadas pela polícia.

Também foram recuperadas diversas peças de roupas de lojas que foram saqueadas. “Recuperamos diversos produtos roubados e estamos entrando em contato com os lojistas. Nossa resposta foi de mostrar para o sujeito que escolhe o caminho do crime que é o caminho errado, é o caminho do mal e ele é combatido com pessoas do bem”.

Apesar do grande número de homicídios em todo Estado, em Guarapari foram registrados apenas quatro mortes. O delegado acredita que o trabalho realizado por sua equipe evitou que mais mortes acontecessem na cidade. “A gente acredita que conseguimos evitar diversos homicídios de serem cometidos contra os cidadãos e contra os policiais porque a gente sabe que a bandidagem é covarde e ela aproveita esses momentos de caos para cometerem covardias. Então nós não deixamos que isso acontecesse em nossa cidade e juntamente com a minha equipe de homens guerreiros a gente conseguiu dá um tombo grande na bandidagem. Muitos estão presos, muitos vão ser presos e vão ter consequências muito grandes. Eles têm que saber que mexeu com um policial, mexeu com um cidadão de bem eles estão mexendo com muita gente e vai ter muita gente atrás deles.

Ele também falou sobre ataques contra policiais.  “Ocorreram atentados contra a casa de policiais militares e um policial militar foi baleado. As nossas ações além de garantir a segurança do pessoal de Guarapari para reduzir um pouco o atrevimento dos bandidos, nós também trabalhamos insistentemente para evitar ataques contra a vida dos policiais militares, que estão na rua quando a gente precisa”.

Deixe seu comentário

Comments are closed.