No período de janeiro a maio de 2013, a Delegacia de Atendimento e Proteção às Pessoas Idosas já registrou 171 ocorrências de agressão envolvendo vítimas da terceira idade. Em todo o ano de 2012, 403 ocorrências foram registradas.

O delegado Guilherme Daré, superintendente de Polícia Metropolitana, atribuiu o aumento no registro das ocorrências ao conhecimento da população em denunciar esses crimes em busca de proteção. “As pessoas estão buscando mais informação sobre os seus direitos e sabem que existem instrumentos de proteção, tais como o poder da polícia em atender esses casos e a legislação específica para tratar da proteção dos idosos”, diz Guilherme Daré.

De acordo com o delegado, os crimes mais comuns contra os idosos referem-se a maus tratos praticados por familiares como filhos e netos. A motivação para as agressões está relacionada, em sua maioria, a brigas patrimoniais e por parentes usuários de drogas.

images

De janeiro a maio deste ano, 36 inquéritos já foram instaurados pela unidade policial e 32 medidas protetivas foram expedidas. As ocorrências resultaram na assinatura de 44 termos circunstanciados no período de janeiro a maio de 2013.

O delegado orienta que denúncias devem ser feitas à Polícia Militar, por meio do telefone 190, ou pelo Disque-Denúncia, no 181. A Delegacia de Atendimento e Proteção às Pessoas Idosas também está à disposição pelo telefone 3227-9545. Casos também podem ser denunciados na Defensoria Pública, ao Ministério Público e pelo Disque 100.

Disque-Denúncia – 181

Ciodes – 190

Delegacia de Atendimento e Proteção às Pessoas Idosas – (27) 3227-9545

 Fonte: Sesp

Deixe seu comentário