As investigações da Delegacia de Infrações Penais e Outras (Dipo), levou a prisão de mais um suspeito de pedofilia em Guarapari. É o terceiro caso somente este ano. Dessa vez, um eletricista de 29 anos teria abusado sexualmente de seu enteado de 7 anos, dentro da sua própria casa. A denúncia partiu através da mãe do menino que observou um comportamento estranho nos últimos dias do filho.

O suspeito negou que tivesse abusado sexualmente do enteado
O suspeito negou que tivesse abusado sexualmente do enteado

A equipe da delegada titular, Carolina Brandão, investiga o casa há um mês. Quando nasceu a dúvida, a mãe logo foi viajar com o filho para a casa do Pai, no Maranhão. Antes disso, foram realizados exames na criança para a comprovação do abuso. O laudo saiu na manhã desta sexta-feira (6), confirmando o esperado.

Carolina Brandão fez o pedido de prisão à juíza Patrícia Faroni, da segunda vara criminal do município, e ela decretou que S.L.F.A, fosse preso. No Departamento de Polícia Judiciária (Dpj), da cidade, ele negou o fato. A família que morava sobre o mesmo teto no bairro Muquiçaba, hoje enfrenta as dificuldades de entender sobre a possível motivação do crime.

O homem será indiciado pelo crime de estupro de vulnerável, conforme está no artigo 217-A do Código Penal Brasileiro. A pena para esse tipo de caso é de 8 à 15 anos.

O preso será encaminhado ao CDP de Guarapari.

Deixe seu comentário